GP1

Arraial - Piauí

Pedro II receberá recursos para conter crise hídrica

O deputado Heráclito Fortes destacou que, nesse primeiro momento, estão assegurados recursos para a construção de quatro poços, mas já se trabalha para que os investimentos sejam ampliados.

Durante visita à cidade de Pedro II nesta sexta-feira (17), os deputados federais Heráclito Fortes e Wilson Brandão anunciaram recursos oriundos da CODEVASF para a construção de poços para amenizar a grave crise hídrica que a cidade passa.

“Expusemos para o deputado Heráclito a situação de Pedro II, que está sofrendo muito com a falta d´água e, como forma de minimizar esse sofrimento, buscamos recursos junto à Codevasf para realizar a perfuração e equiparação de poços para atender à população”, disse o deputado Wilson Brandão.

  • Foto: Divulgação/AscomHeráclito e Wilson BrandãoHeráclito e Wilson Brandão

O deputado Heráclito Fortes destacou que, nesse primeiro momento, estão assegurados recursos para a construção de quatro poços, mas já se trabalha para que os investimentos sejam ampliados. “Vamos liberar o recurso, a princípio, para quatro poços. Mas já estamos trabalhando para chegar ao quinto, senão ao sexto poço. Vai depender muito do custo do correr da obra. Mas a população esteja certa que os recursos já estão assegurados e agora é só encaminhar as coisas”, disse.

Heráclito também comentou a visita do superintendente da CODEVASF a Pedro II e ressaltou a importância de ter um piauiense à frente do órgão. “O Piauí teve a sorte de indicar o comando da Codevasf ao Avelino Neiva, e Wilson Brandão é ligeiro. Na sua primeira viagem ao Estado, ele já o trouxe aqui para ver de perto essa situação. A partir daí já começamos a trabalhar em cima desse assunto. Agora é só uma questão burocrática para que as obras se iniciem”, pontuou Heráclito.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.