GP1

Teresina - Piauí

Acusado de matar major Mayron Soares se entrega à polícia

De acordo com o delegado Baretta, o acusado possuía um mandado de prisão em aberto por um homicídio.

O segundo criminoso envolvido na morte do major Mayron Moura Soares, comandante do 1º Batalhão da Polícia Militar, se entregou na tarde desta quarta-feira (22), na Delegacia de Homicídios, em Teresina, na presença de dois advogados. Wallison Jonatas Rodrigues de Sousa, conhecido como Candomblé, é o autor do disparo que atingiu o policial. 

Wallisson estava foragido e barreiras foram montadas pela polícia para capturá-lo. De acordo com o delegado Barêtta, coordenador da Delegacia de Homicídios, o acusado possuía um mandado de prisão em aberto por um homicídio ocorrido em janeiro deste ano, contra um desafeto identificado como "Pezão", no Taboca do Pau Ferrado, zona rural de Teresina.

  • Foto: Divulgação/PCWallison Jonatas Rodrigues de SousaWallison Jonatas Rodrigues de Sousa

"Ele não tinha outra opção, ou se entregaria ou seria preso. Isso era uma questão de honra nossa prendê-lo. Ele se entregou, vai ser autuado em flagrante e vai ser dado também cumprimento a um mandado de prisão preventiva que existe contra ele. Ele disse que atirou porque no momento em que anunciou o assalto o major Mayron reagiu e ele ficou nervoso e atirou", contou o delegado.

Segundo o delegado, o major estava com a arma na cintura e provavelmente os bandidos tenham percebido. A arma utilizada no crime ainda não foi encontrada. Na madrugada desta quarta-feira (22), Iranilson Pereira, que deu cobertura ao assassino, foi preso em uma operação conjunta entre o Bope e a Polícia Civil. Ele foi capturado dentro de casa junto com a moto utilizada no latrocínio.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Delegado BarêttaDelegado Barêtta

Relembre o caso

Major Mayron foi morto com um tiro no peito na noite desta terça-feira (21), durante um assalto na zona sudeste de Teresina. Ele estava em um carro na companhia do filho, esperando a filha chegar em uma parada de ônibus próximo a sua casa, no bairro Todos os Santos. O policial desceu do veículo e foi abordado por uma dupla que estava em uma motocicleta. Segundo a polícia, ele não reagiu ao assalto. O filho, que permaneceu dentro do veículo testemunhou toda a ação. O corpo do policial está sendo velado em sua cidade natal, Valença do Piauí, onde também será sepultado.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Major MayronMajor Mayron

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.