GP1

Teresina - Piauí

Rafael Fonteles diz que eleição em 2022 será polarizada

"Então é natural que haja uma polarização e que isso se estenda de maneira geral", disse o secretário.

O futuro candidato ao Governo do Piauí, secretário de Estado da Fazenda, Rafael Fonteles (PT-PI), demonstrou descrença quanto à possibilidade de construção de uma terceira via no País, bem como no Estado. Durante entrevista à imprensa nesta quarta-feira (13), ele disse que observa um processo eleitoral bastante polarizado, onde, de um lado, estará o atual presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) e do outro, o ex-presidente Lula (PT) que, para Fonteles, vem recuperando o prestígio junto a maioria dos brasileiros.

“Eu acredito, pela análise que a gente faz, em nível de país, que a eleição será muito polarizada. Você tem um presidente, que obviamente por ser presidente, tem uma força natural, mas você está vendo a recuperação do prestígio, da população muito forte do [ex] presidente Lula. Então é natural que haja uma polarização e que isso se estenda de maneira geral aos estados brasileiros”, falou o secretário.

Foto: Lucas Dias/GP1Rafael Fonteles em entrevista
Rafael Fonteles em entrevista

“Eu acho que é mais nessa linha que vai acontecer, em função desses fatores que eu coloquei. Isso também aqui [no Piauí], para todos os estados. Acredito que vai haver muito essa polarização entre o time do presidente Lula e o time do presidente Bolsonaro”, frisou Rafael.

Oposição

No Piauí, além de Fonteles, a oposição trabalha com duas possibilidades para o Governo do Piauí. A deputada federal Iracema Portella (PSDB) e o ex-prefeito de Teresina Sílvio Mendes (PSDB). Pesquisas irão definir a posição que cada um deles ocupará na chapa da oposição.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.