GP1

Teresina - Piauí

Trecho da Avenida Pedro Freitas onde cratera se abriu é recuperado

O buraco foi reparado, mas o local segue isolado para a construção de um muro de proteção.

Marcelo Cardoso/GP1 1 / 10 A situação tem preocupado moradores e comerciantes das proximidades A situação tem preocupado moradores e comerciantes das proximidades
Marcelo Cardoso/GP1 2 / 10 Asfalto cede e abre cratera na Avenida Pedro Freitas Asfalto cede e abre cratera na Avenida Pedro Freitas
Marcelo Cardoso/GP1 3 / 10 Avenida Pedro Freitas Avenida Pedro Freitas
Marcelo Cardoso/GP1 4 / 10 Galeria Galeria
Marcelo Cardoso/GP1 5 / 10 Galeria do bairro São Pedro Galeria do bairro São Pedro
Marcelo Cardoso/GP1 6 / 10 Galeria na avenida Pedro Freitas Galeria na avenida Pedro Freitas
Marcelo Cardoso/GP1 7 / 10 O buraco já engoliu parte do asfalto da via O buraco já engoliu parte do asfalto da via
Marcelo Cardoso/GP1 8 / 10 Uma cratera se formou na Avenida Pedro Freitas Uma cratera se formou na Avenida Pedro Freitas
Marcelo Cardoso/GP1 9 / 10 Seu Valdefran Seu Valdefran
Marcelo Cardoso/GP1 10 / 10 Trecho foi isolado e sinalizado Trecho foi isolado e sinalizado

Moradores do bairro São Pedro, na zona sul de Teresina, foram surpreendidos no último dia 14 de novembro com uma cratera que se abriu após as chuvas na Avenida Pedro Freitas. Desde a semana passada, equipes da SAAD Sul estão no local e já realizaram o reparo no trecho da avenida que cedeu, mas a área segue isolada para a construção de um muro de proteção.

O GP1 foi até o bairro São Pedro nesta segunda-feira (22) e verificou que o local onde a cratera se abriu fica próximo a uma galeria, casas e estabelecimentos comerciais. Valdefran, que é morador de uma residência ao lado do local, há cerca de 20 anos, relatou que essa não é a primeira vez que as chuvas ocasionaram estragos.

"As obras vêm se arrastando por muitos anos. Como essa não é a primeira a vez que isso acontece e a residência fica muito próxima a essa galeria, eu tive que fazer um reforço nas bases da estrutura da casa, com bastante ferros, pedras e cimento para evitar que haja estragos a minha casa", explicou.

O trecho danificado já foi reparado, mas ainda não foi liberado, permanecendo isolado e sinalizado. Os reparos iniciaram há uma semana e a previsão é que as obras sejam concluídas nos próximos dias. De acordo com Rodolfo, que é um dos pedreiros que trabalham na obra, o próximo passo é concluir um muro de proteção. "A obra iniciou há uma semana e daqui a duas semana é nosso prazo para entregar. Só o que falta fazer agora é o muro de arrimo, que é um muro de proteção", detalhou.

Ainda no dia 15 de novembro, a SAAD Sul já havia divulgado uma nota em que afirmava ter conhecimento da situação e que mandaria uma equipe ao local.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.