GP1

Teresina - Piauí

Renato Berger admite deixar PSD para seguir Dr. Pessoa em novo partido

"Acho que posso e devo continuar no PSD, mas tudo vai depender", afirmou o vereador.

O líder do prefeito na Câmara de Teresina, vereador Renato Berger, admitiu em entrevista à imprensa nesta terça-feira (9), a possibilidade de deixar o PSD para acompanhar o grupo de Dr. Pessoa. Embora avalie que deve permanecer no PSD, se considera um “seguidor do Dr. Pessoa”.

“Sou uma pessoa bastante ligado ao Dr. Pessoa. Tenho partido, sou do PSD e o PSD é aliado ao Dr. Pessoa, acho que posso e devo continuar no PSD, mas tudo vai depender. Hoje sou um seguidor do Dr. Pessoa, sou uma pessoa que conhece a maneira dele fazer, vejo nele uma pessoa que tem feito muito por Teresina”, declarou Berger.

Foto: Lucas Dias/GP1Renato Berger
Renato Berger

Impasse com o MDB

O prefeito Dr. Pessoa demonstrou reiteradas vezes o desconforto com o grupo do MDB, já que pretende apoiar uma terceira via para o Governo do Estado enquanto a sigla se mantém na base do governador Wellington Dias. No último domingo (7), após várias críticas de Dr. Pessoa, o senador Marcelo Castro se reuniu com o prefeito.

Ao ser questionado se Marcelo Castro demonstrou interesse na permanência do chefe do executivo municipal no MDB, Dr. Pessoa voltou a alfinetar a sigla. “Mais do que isso [permanência], ainda me deu um abraço forte. Entre o abraço e as ações há um distanciamento”, disparou o prefeito.

União Brasil

Em meio a esses impasses com o MDB, Dr. Pessoa já declarou publicamente que tem interesse de assumir o novo partido União Brasil e lançar uma terceira via ao Governo do Piauí nas eleições de 2022.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.