GP1

Teresina - Piauí

Médico e técnico em enfermagem são alvos de operação da DECCOR em Teresina

Foram cumpridos 3 mandados de busca e apreensão na residência dos dois servidores e em uma pensão.

A Polícia Civil do Piauí, através da Delegacia de Combate à Corrupção – DECCOR, deflagrou na manhã desta quarta-feira (15) a “Operação Bisturi”, com o objetivo de cumprir mandados de busca e apreensão contra um médico cirurgião e um técnico em enfermagem da Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi), investigados por suposta cobrança de dinheiro para realização de cirurgias em hospitais públicos do Piauí.

De acordo a Polícia Civil, os mandados foram cumpridos nas residências dos servidores e em uma pensão localizada no centro de Teresina. Em entrevista ao GP1, o delegado Dennis Sampaio comentou que a investigação teve início há dois anos através de denúncias anônimas, mas afirmou que a prática criminosa já vinha sendo realizada há muitos anos.

Foto: Brunno Suênio/GP1Delegado Dennis Sampaio
Delegado Dennis Sampaio

“Há dois anos foi instaurado o inquérito policial através de notícias que chegaram dando conta de que esse médico, juntamente com o técnico em enfermagem, faziam procedimentos cirúrgicos em hospitais públicos e cobravam por esses procedimentos. Eram valores acima de R$ 4.500. Hoje foram dados cumprimentos a três mandados de busca e apreensão nas residências e em uma pensão que a gente tem informação que intermediava, fazia essa ponte entre o médico e os pacientes", afirmou o delegado.

A investigação feita pela Deccor apontou que o grupo agia ostensivamente na agilização de cirurgias de pacientes que pagavam os montantes de dinheiro, havendo indícios inclusive de fraude em documentações utilizadas para justificar os procedimentos cirúrgicos.

"Os crimes são corrupção passiva, organização criminosa e até falsificação de documentos. A gente tem algumas informações de que um paciente dava entrada para fazer um tipo de cirurgia, mas na verdade era feito outro procedimento. Era feito isso para facilitar o acesso ao centro cirúrgico. Agora eles serão interrogados e mais testemunhas serão ouvidas”, declarou Dennis Sampaio.

A pedido da Polícia Civil, a Justiça também determinou o afastamento cautelar dos dois servidores públicos até que a investigação seja concluída. O nome dos servidores alvos da operação não foram divulgados.

Pacientes do interior do Piauí e Maranhão

"A maioria dos pacientes vinham de outros municípios do interior do Piauí e alguns do Maranhão. Eles tinham sempre alguém que fazia essa intermediação, ou em uma pensão ou com contatos nas próprias cidades", disse o delegado.

Operação Bisturi

O nome da operação faz referência ao instrumento de trabalho usado pelos servidores investigados.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.