GP1

Matias Olímpio - Piauí

Justiça julga improcedente ação que pedia a cassação do prefeito Geno

A sentença foi dada na última segunda-feira (06) e cabe recurso ao Tribunal Regional Eleitoral do Piauí.

O juiz Jorge Cley Martins Vieira, da 80ª Zona Eleitoral de Matias Olímpio, julgou improcedente a ação de investigação judicial eleitoral, que pedia a cassação dos mandatos do prefeito Genivaldo Nascimento Almeida (PTB), mais conhecido como “Geno”, e do vice-prefeito Israel Garcia (Progressistas), acusados de abuso do poder político/econômico e captação ilícita de sufrágio.

A ação foi ajuizada pela Comissão Provisória do Solidariedade enumerando supostos ilícitos praticados no decorrer da campanha eleitoral de 2020, como a utilização de imóvel locado pelo Município de Matias Olímpio para o Conselho Municipal de Educação e utilizado como comitê de campanha dos investigados, construção de diversas obras em troca de votos, inauguração de obras em período vedado, além da distribuição de cestas básicas.

O parecer do Ministério Público Eleitoral foi pela improcedência da ação. O juiz afirma na sentença que as razões do autor “não constituem prova suficientemente sólida da ocorrência de fraude ao processo eleitoral, a qual teria a capacidade de ensejar as sanções legais”.

A sentença foi dada na última segunda-feira (06) e cabe recurso ao Tribunal Regional Eleitoral do Piauí.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.