GP1

Barras - Piauí

Hospital de Barras abre sindicância após morte de bebê de 11 meses

Em nota, o hospital não informou o problema que a criança apresentava ao dar entrada na unidade.

Um bebê de 11 meses morreu na última segunda-feira (10) no município de Barras, após receber alta do Hospital Regional Leônidas Melo. A direção da unidade abriu sindicância interna para investigar a causa da morte do pequeno Francisco Nícolas.

De acordo com nota emitida pelo hospital, o bebê deu entrada na unidade no dia 05 de janeiro e no sábado (08) recebeu alta, mas acabou retornando no dia seguinte. A nota não informa o problema de saúde que a criança apresentava ao dar entrada no serviço médico.

Foto: ReproduçãoBebê Francisco Nícolas
Bebê Francisco Nícolas

“A vítima deu entrada no serviço médico do Hospital na quarta (05) de janeiro, no sábado (08) o paciente recebeu alta, no entanto, retornou ao Hospital Leônidas Melo no domingo (09) e com o agravamento foi encaminhado pela regulação para um Hospital de alta complexidade em Teresina”, diz a nota.

Foto: Reprodução/FacebookHospital Regional Leônidas Melo
Hospital Regional Leônidas Melo

A direção do hospital informou que, além da sindicância, também foi aberto processo administrativo para investigar o caso. “Além da sindicância que investiga o óbito, um processo administrativo será aberto. O Hospital Leônidas Melo também se coloca à disposição e se compromete em contribuir sem medir esforços nesta causa”, consta na nota.

Leia na íntegra a nota do Hospital Regional Leônidas Melo:

O Hospital Regional Leônidas Melo informa que uma sindicância interna foi aberta nesta terça (11) pela direção acerca da causa de falecimento da criança Francisco Nícolas de 11 meses durante esta segunda-feira (10).

Informa-se ainda que a vítima deu entrada no serviço médico do Hospital na quarta (05) de janeiro, no sábado (08) o paciente recebeu alta, no entanto, retornou ao Hospital Leônidas Melo no domingo (09) e com o agravamento foi encaminhado pela regulação para um Hospital de alta complexidade em Teresina.

Além da sindicância que investiga o óbito, um processo administrativo será aberto.

O Hospital Leônidas Melo também se coloca à disposição e se compromete em contribuir sem medir esforços nesta causa. Lamentamos profundamente a dor da família com a perca prematura de Francisco Nícolas.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.