GP1

Teresina - Piauí

GRECO assume investigação de tentativa de latrocínio contra policial

Segundo o delegado geral, desde o dia do ocorrido, várias equipes estão em diligências.

O delegado geral da Polícia Civil do Piauí, Luccy Keiko, afirmou durante entrevista ao GP1 nessa segunda-feira (09) que o Grupo de Repressão do Crime Organizado – GRECO, assumiu as investigações da tentativa de latrocínio contra o policial civil José Valdeck de Melo, baleado no último sábado (7), no bairro Mocambinho, zona norte de Teresina.

Segundo o delegado geral, desde o dia do ocorrido, várias equipes estão em diligências para localizar os acusados de roubar a arma e balear o policial civil. Luccy Keiko destacou que os dois suspeitos são indivíduos de alta periculosidade.

Foto: Alef Leão/GP1Luccy Keiko, Delegado Geral
Luccy Keiko, Delegado Geral

“Várias equipes diligenciaram na tentativa de chegar aos autores dessa tentativa de latrocínio, agora vamos concentrar as investigações no GRECO, que também auxiliou no dia desse evento criminoso. O indivíduo que tem coragem de dar cinco tiros em um agente do estado, um policial armado, é um indivíduo altamente perigoso, é um atentado contra o Estado”, ressaltou o delegado geral.

Estado de saúde do policial

O GP1 conversou também com o gerente de polícia metropolitana, delegado Sebastião Alencar, que afirmou que o policial José Valdeck se encontra com um quadro de saúde estável e já está respondendo a alguns estímulos. “Segundo relato da esposa, ele se encontra com quadro estável, já reage alguns movimentos e não teve sequelas. Ele ainda apresenta o rosto inflamado, mas não tem nenhum quadro de maior gravidade. Ele chegou a ser entubado logo após o procedimento cirúrgico, mas não precisou ser internado na UTI”, afirmou.

Foto: Reprodução/WhatsAppPolicial Valdeck
Policial Valdeck

Não houve reação por parte do policial, diz delegado

Sebastião Alencar também pontuou que, aparentemente, os criminosos iriam realizar um assalto no estabelecimento comercial e se surpreenderam com o policial, que não esboçou reação, mas acabou sendo baleado e tendo a arma roubada.

“Pelo início de investigação, eles queriam fazer um roubo naquele local, que é um estabelecimento comercial. Quando foram praticar, se depararam com uma pessoa armada e subtraíram a arma. Ele [policial] ficou apenas surpreendido com o fato, se levantou de maneira brusca e provocou reação dos criminosos, mas não houve reação [por parte do policial]”, destacou.

Foto: Alef Leão/GP1Delegado Sebastião Melo
Delegado Sebastião Melo

Entenda o caso

O policial civil José Valdeck de Melo, lotado no 12º DP, foi baleado na tarde do último sábado (07) durante um assalto na Avenida Freitas Neto, bairro Mocambinho. Na ocasião, o agente de segurança teve sua arma de fogo, uma pistola, roubada por dois criminosos. De acordo com relatos de testemunhas aos policiais do 9ª Batalhão da Polícia Militar, os bandidos abordaram Valdeck em frente a um depósito de bebidas e, durante a ação, alvejaram a vítima pelo menos cinco vezes, subtraíram a arma de fogo e em seguida empreenderam fuga.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.