GP1

Teresina - Piauí

Procon-PI autua Distribuidora Ipiranga por aumento antecipado do diesel

Segundo Arimateia Leão, chefe de fiscalização do Procon, a multa pode chegar até R$ 10 milhões.

O Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor no Piauí (Procon) autuou, nesta segunda-feira (20), a Distribuidora Ipiranga por realizar o aumento antecipado no preço do diesel vendido para os postos de combustíveis de Teresina. O GP1 acompanhou toda a fiscalização realizada nesta segunda.

O chefe de fiscalização do Procon, Arimateia Arêa Leão, afirmou que a mudança no valor praticado pela distribuidora aos postos ocorreu no mesmo dia em que a Petrobras realizou o aumento, sendo fisicamente impossível que o combustível com o valor reajustado tenha chegado no mesmo dia até a empresa.

Foto: Alef Leão/GP1Distribuidora Ipiranga
Procon na Distribuidora Ipiranga

“Estamos em fiscalização por conta da grande demanda de reclamação dos consumidores por conta do diesel, nem tanto a gasolina, mas o diesel que teve o aumento de 14%. Os postos já aumentaram na sexta e no sábado. Aqui a gente já encontra diesel de R$ 8,89, porque a distribuidora já repassou com aumento para eles na sexta e sábado. Está sendo constatado aumento abusivo que está partindo das distribuidores. Hoje foram quatro postos fiscalizados e eles tem a nota fiscal de repasse da distribuidora que no mesmo dia fez o aumento. O Procon vai agora na distribuidora para realizar a autuação, já temos as provas. Segundo Informações da ANP, que tem expertise na área, ela tem no mínimo 5 dias para levar o aumento do combustível para chegar na distribuidora, é impossível ter esse aumento no mesmo dia ou no dia seguinte”, relatou.

Arimateia destacou que a multa pode chegar a até R$ 10 milhões. “O Procon já vai autuar e ela está passível de multa que vai até R$ 10 milhões, mas tem o prazo necessário para recorrer. Hoje fiscalizamos quatro postos”, pontuou.

Aumento da gasolina e do diesel

A Petrobras anunciou, na manhã da última sexta (17), novas altas nos preços da gasolina e do diesel a partir de 18 de junho. O último aumento no preço da gasolina havia sido em 11 de março, há mais de três meses. Dessa vez, o preço médio do litro da gasolina praticado nas distribuidoras passará de R$ 3,86 para R$ 4,06 por litro, um aumento que representa 5,18%.

Para o diesel, preço médio de venda da Petrobras para as distribuidoras passará de R$ 4,91 para R$ 5,61 por litro, sendo mais de 14% de aumento. A alta foi discutida e aprovada durante uma reunião extraordinária do Conselho de Administração da Petrobras, realizada nessa quinta-feira (16).

O que diz a Ipiranga

Procurada, a assessoria de imprensa da Distribuidora Ipiranga afirmou que a empresa não recebeu a autuação do Procon e que, portanto, não poderá se manifestar neste momento.

"A Ipiranga esclarece que ainda não recebeu a autuação do PROCON do Piauí e que, no momento, não pode se manifestar".

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.