GP1

Teresina - Piauí

Polícia conclui que Luiz Bezerra Neto não invadiu casa da mãe de Fábio Abreu

O inquérito nº 6445/2022 elaborado pelo 8º Distrito Policial foi concluído no dia 15 de junho.

A Polícia Civil do Piauí, através do delegado adjunto do 8º Distrito Policial, Andrei Alvarenga, concluiu o inquérito que investigava a suposta participação de Luiz Bezerra Neto na invasão à residência da mãe do deputado Fábio Abreu, ocorrido no último dia 31 de maio desse ano. As investigações apontaram que Luiz Neto não estava presente no momento do arrastão.

Conforme as investigações, a unidade policial apurou que mesmo Luiz Bezerra Neto e Mauro Ferreira da Silva Júnior tendo sido presos com o veículo Ford Ka, que teria sido utilizado na invasão ao imóvel, não há como comprovar que foram eles os responsáveis por entrar na casa da mãe do deputado federal Fábio Abreu. Além disso, a própria mãe do parlamentar não compareceu ao 8º Distrito Policial para reconhecer os dois homens.

Foto: Reprodução/WhatsAppLuiz Bezerra Neto
Luiz Bezerra Neto

“A materialidade do crime de porte ilegal de arma de fogo e receptação encontram-se comprovadas pela apreensão da arma e do veículo, bem como depoimento dos policiais militares. Não se conseguiu provas suficientes para imputação de roubo contra as partes em questão”, diz trecho do relatório do inquérito.

Com isso, Luiz Bezerra Neto e Mauro Ferreira da Silva Júnior foram apenas indiciados pelos crimes de receptação e porte ilegal de arma de fogo. “É o quanto nos parece suficiente para encerrarmos as investigações com o indiciamento do investigado. Pelo exposto, se efetua o indiciamento das partes Luiz Bezerra Neto e Mauro Ferreira da Silva Júnior pelo delito previsto no Artigo 14, Lei 10.826/2033 e Artigo 180, CPB”, diz o documento.

Defesa se pronunciou

Por meio de nota, a defesa de Luiz Bezerra Neto ressaltou que após a conclusão das investigações, o jovem foi indiciado somente pelo crime de receptação, em razão de ter sido flagrado com um veículo roubado, portanto, sem responsabilidade pelo crime de roubo que estava sendo apurado em seu desfavor.

Veja nota da defesa na íntegra

A defesa de Luiz Bezerra Neto, vem através desta se manifestar acerca da situação processual do cliente.

Luiz foi preso em flagrante no dia 02.06.2022, sob a imputação de Receptação, haja vista estar de posse de um veículo com restrição de roubo/furto. O delegado de plantão da Central de Flagrantes de Teresina, arbitrou uma fiança no valor de 05 salários mínimos, a qual foi paga e o autuado posto em liberdade.

No dia seguinte, 03.06.2022, o juiz responsável pelo caso achou por bem decretar a prisão preventiva de Luiz, por garantia da ordem pública, e por rumores de que Luiz seria um dos suspeitos de ter tentado invadir a casa da mãe do Deputado Fábio Abreu, no dia 01.06.2022. Sendo assim, a polícia local cumpriu o mandado de prisão no dia 05.06.2022, referente ao processo de receptação, distribuído no dia 02.06.2022.

Muito foi noticiado pelas mídias jornalísticas que Luiz era o “acusado” de tentar invadir a casa da mãe do deputado, porém, conforme conclusão do Inquérito Policial nº 6445/2022, concluído em 15.06.2022, o delegado de polícia civil Andrei da Costa Alvarenga indiciou Luiz pelo crime de Receptação e descartou a participação do mesmo no crime de tentativa de invasão de domicílio, haja vista não haver indícios de autoria em razão das vítimas não terem reconhecido Luiz como autor do crime.

Quanto à notícia da prática de tentativa de feminicídio que Luiz responde, esclarece-se que este processo foi anteriormente arquivado a pedido do Ministério Público, por ter sido provado que Luiz não havia praticado o crime e, assim, não havia indícios de autoria. Recentemente o processo foi reaberto, sem fatos novos que o justificasse, e novamente sem provas de autoria, situação em que esta defesa já está tomando as providências legais cabíveis.

Portanto, gostaríamos de esclarecer definitivamente que LUIZ BEZERRA NETO nunca foi acusado de tentar invadir a casa da mãe do Deputado Fábio Abreu, sendo tão somente considerado SUSPEITO, suspeitas estas que já se esvaíram com a conclusão das investigações, onde se constatou que Luiz não participou de tal delito.

Aproveita-se o ensejo para apresentar nossos protestos de elevada estima e distinta consideração.

Teresina/PI, 22 de junho de 2022.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.