GP1

Piauí

Luciano Nunes nega envolvimento do PSDB em esquema de fake news

“Rechaçamos qualquer tipo de vinculação do partido com esse tipo de prática", declarou o ex-deputado.

O presidente do PSDB no Piauí, ex-deputado Luciano Nunes, procurou o GP1 na manhã deste sábado (17) para prestar esclarecimentos sobre informações que apontaram líderes do partido como suspeitos de envolvimento em um esquema de disseminação de fake news contra o governador Wellington Dias (PT). Luciano Nunes negou qualquer envolvimento nesse sentido e afirmou que a sigla tucana rechaça esse tipo de prática.

O ex-deputado garantiu que nem ele nem qualquer liderança do partido tiveram qualquer tipo de contato com o jornalista Thiago Maciel, alvo da Operação Fake News que apontou o suposto envolvimento do PSDB no esquema.

Foto: Lucas Dias/GP1Luciano Nunes
Luciano Nunes

“Desconheço totalmente, nunca tive nem pessoalmente e nem o PSDB teve qualquer relação com esse jornalista e nem com qualquer empresa citada na matéria, fomos totalmente surpreendidos com essa notícia”, declarou.

Luciano Nunes ressaltou que os tucanos condenam esse tipo de prática e exigem uma maior apuração dos fatos, para que seja provada a não participação do partido. “Rechaçamos qualquer tipo de vinculação do partido com esse tipo de prática, condenamos esse tipo de prática, não só não apoiamos como condenamos, e exigimos agora mais do que nunca o rigor absoluto na apuração para que fique absolutamente esclarecido quanto a não participação do PSDB, nem do partido como instituição e nem dos seus dirigentes”, colocou.

Por fim, o ex-deputado disse que já conversou com o vereador Edson Melo, presidente do diretório municipal do PSDB em Teresina, e ele reiterou o posicionamento do partido. “Falei há pouco com o presidente do diretório municipal, o vereador Edson Melo, e ele também descarta completamente, não tem nenhuma relação nem pessoal nem empresarial, não tem qualquer contato com o jornalista ou com a empresa”, concluiu Luciano Nunes.

Entenda o caso

O jornalista Thiago Maciel, alvo da Operação Fake News, deflagrada pela Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI) nessa quinta-feira (15), afirmou que líderes do PSDB de Teresina financiaram a disseminação de fake news contra o governador Wellington Dias (PT) e demais líderes políticos que participaram do último pleito eleitoral na corrida pela prefeitura da capital.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.