GP1

Política

Rodrigo Maia é suspeito de corrupção e lavagem de dinheiro

Em entrevista, o presidente da Câmara disse que as citações de delatores são falsas e que os inquéritos serão arquivados.

Segundo os inquéritos autorizados pelo ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), é suspeito de corrupção e lavagem de dinheiro. Ele teria recebido, pelo menos R$ 1 milhão em três anos eleitorais.

O relator da Operação Lava Jato no STF, Edson Fachin, determinou a abertura de 76 inquéritos para investigar políticos e autoridades com base nas delações de ex-executivos da Odebrecht. O pedido de inquérito partiu do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. A Procuradoria Geral da República (PGR) fez o pedido com base nas delações dos ex-executivos da Odebrecht.

  • Foto: Dida Sampaio/Estadão ConteúdoRodrigo MaiaRodrigo Maia

 

De acordo com informações do G1, Rodrigo Maia é citado em dois inquéritos como suspeitos dos crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, corrupção praticada contra a administração pública e lavagem de dinheiro.

Em entrevista, o presidente da Câmara afirmou que confia na Justiça e vai continuar confiando sempre. Ele disse que as citações de delatores são falsas e os inquéritos serão arquivados. Segundo ele, o Ministério Público e a Justiça estão fazendo seu papel de forma competente.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.