GP1

Política

Deputado Georgiano Neto rebate Ziza Carvalho: "não sou chantagista"

O parlamentar declarou que sempre foi transparente e vai responder os comentários com trabalho.

Nesta segunda-feira (18) o deputado Georgiano Neto (PSD) rebateu as críticas feitas pelo também deputado Ziza Carvalho (PT). O líder pessedista declarou que sempre foi transparente e disse que irá responder os comentários do petista com trabalho.

Georgiano afirmou que recebeu “com muita surpresa” as declarações de Ziza e disse que o parlamentar precisa aparar as arestas com o Governo do Estado e não deve usá-lo como desculpas para tomar “outra direção”.

Foto: Lucas Dias/GP1Georgiano Neto
Georgiano Neto

“Acho que a gente não pode estar com desculpas. Se o deputado Ziza quer tomar alguma outra direção, ele não pode usar o deputado Georgiano como uma desculpa para isso. Acho que ele tem que buscar se entender com o Governo e eu estou fazendo minha parte. Temos um bom entendimento com o governador e vamos continuar trabalhando”, declarou Georgiano.

Ao ser questionado se acredita que Ziza está buscando uma justificativa para deixar a base de Wellington, Georgiano respondeu: “Espero que não, mas eu não sou chantagista. Sou um cara muito correto, muito transparente em tudo que faço e vou responder essas críticas com trabalho, com resultado”, seguiu o parlamentar.

Assédio a lideranças

Ziza acusou Georgiano de ser um “desagregador” que “investe fortemente contra bases eleitorais de todos os colegas”. Georgiano respondeu que são os prefeitos que o procuram por conta de seus resultados.

“O que existe é uma procura pelos resultados que a gente apresenta nos municípios vizinhos. O que existe é uma procura. Todo gestor quer o melhor para seu município e vai em busca dos melhores parceiros para ajudá-lo”, finalizou o parlamentar.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.