GP1

Política

Deputado Zé Santana desiste de disputar eleição do TCE

"Foi decidido pelo grupo a retirada da minha candidatura e o apoio a ela [Flora Izabel]”, disse Santana.

O deputado estadual Zé Santana recuou e não vai mais disputar a vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Piauí. Ele confirmou a informação ao GP1 na manhã desta quinta-feira (16), horas antes da eleição na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi).

O deputado destacou que “em nome de uma base governamental unida e assertiva” retirou sua candidatura ao cargo de conselheiro e declarou apoio a candidata Flora Izabel (PT).

“Sim, desisti. Em nome da unidade da base, então foi decidido pelo grupo a retirada da minha candidatura e o apoio a ela [Flora Izabel]”, declarou Santana ao GP1.

Foto: Alef Leão/GP1Zé Santana
Zé Santana

Se os deputados do MDB que anunciaram apoio a Zé Santana passarem a apoiar Flora Izabel, aumenta a chance da petista de vencer a disputa ainda no primeiro turno. Santana divulgou uma nota esclarecendo a decisão.

Confira a nota na íntegra:

Ser conselheiro do TCE é honraria e responsabilidade que pode ser postulada por piauienses que dignifiquem e qualifiquem os quadros daquele Tribunal de Contas. Fato pelo qual fui incentivado por companheiros da Assembleia Legislativa e de meu partido, o MDB, a colocar meu nome como candidato à vaga de conselheiro a ser definida em plenário, hoje, através do voto da maioria.

Percorrido o campo do diálogo e das ponderações, enebriado pelo sentimento de somar com um Piauí justo e pujante, em nome de uma base governamental unida e assertiva, juntamente com o grupo de parlamentares que desde o início desta jornada esteve incentivando e fortalecendo esse ideal, decidimos pela descontinuidade de nossa candidatura. Salientamos a importância deste processo, mencionando que ao seu final, crescem as instituições, e melhoram as perspectivas do real Estado Democrático de Direito.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.