GP1

Brasil

"A Petrobras pode mergulhar o Brasil num caos", diz Jair Bolsonaro

A fala foi uma reação a um novo reajuste dos combustíveis que deve ser anunciado ainda nesta sexta-feira.

Depois do ministro Ciro Nogueira, agora foi a vez do presidente Jair Bolsonaro criticar o novo reajuste dos combustíveis que deve ser anunciado ainda nesta sexta-feira (17) pela Petrobras.

Em sua conta no Twitter, o presidente ressaltou que o Governo Federal é contra os reajustes e o lucro exagerado da Petrobras. “O Governo Federal como acionista é contra qualquer reajuste nos combustíveis, não só pelo exagerado lucro da Petrobras em plena crise mundial, bem como pelo interesse público previsto na Lei das Estatais”, afirmou Bolsonaro.

“A Petrobras pode mergulhar o Brasil num caos. Seus presidente, diretores e conselheiros bem sabem do que aconteceu com a greve dos caminhoneiros em 2018, e as consequências nefastas para a economia do Brasil e a vida do nosso povo”, pontuou Bolsonaro.

Chegou a hora de dar um ‘basta’

Ao comentar sobre o novo reajuste, o ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, afirmou que havia chegado a hora de dar um basta nessa situação. “Basta! Chegou a hora. A Petrobras não é de seus diretores. É do Brasil. E não pode, por isso, continuar com tanta insensibilidade, ignorar sua função social e abandonar os brasileiros na maior crise do último século”, desabafou.

Governo tentou impedir reajuste

Emissários do alto escalão do Governo Federal e a diretoria da Petrobras se reuniram, na noite de segunda-feira (13), para tentar impedir o aumento de combustíveis.

A ideia é aumentar a gasolina em 9% e o diesel em 11%, para amenizar a defasagem de preços entre o mercado interno e o mercado internacional.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.