GP1

Coronavírus no Piauí

Piauí já registra 6.198 mortes em decorrência da covid-19, diz Sesapi

Foram 14 óbitos ocorridos nas últimas 24 horas e mais 5 de dias anteriores, que estavam em investigação.

A Secretaria de Saúde do Piauí (Sesapi) divulgou boletim epidemiológico na noite desta sexta-feira (11), atualizando os números relacionados a pandemia da covid-19 no estado. Foram registrados 14 óbitos nas últimas 24 horas e mais cinco de dias anteriores que estavam sob investigação, e com isso o total de mortes provocadas pelo novo coronavírus no estado chega a 6.198.

Ainda de acordo com o boletim da Sesapi, foram detectados 1.103 novos casos da doença, agora, 284.172 pessoas já contraíram o vírus no Piauí desde o início da pandemia.

Quatro mulheres e dez homens não resistiram às complicações da covid-19 nas últimas 24 horas. Elas eram de Jaicós (85 anos), Luís Correia (41 anos), Nazária (83 anos) e Pimenteiras (61 anos). Já os homens eram de Bom Jesus (51 anos), Cocal de Telha (91 anos), Esperantina (50 anos), Parnaíba (59 e 61 anos), Pedro II (43 anos), Regeneração (85 anos) e Teresina (55, 60 e 65 anos).

Dos óbitos acumulados os quatro homens eram de São João do Piauí (25 anos), Simplício Mendes (55 anos) e Teresina (84 e 85 anos). Já a mulher era de Barras (53 anos).

Dos 1.103 casos confirmados da doença, 594 são mulheres e 509 são homens, com idades entre um e 95 anos. Os óbitos foram registrados em 222 municípios.

Internações

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à covid-19, há 901 ocupados, sendo 571 leitos clínicos, 305 UTIs e 25 em leitos de estabilização. As altas acumuladas somam 18.287 até o dia 11 de junho de 2021.

Curados

A Sesapi estima que 277.073 pessoas já estão recuperadas ou seguem em acompanhamento (casos registrados nos últimos 14 dias) que não necessitaram de internação ou evoluíram para morte.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.