GP1

Capitólio - Minas Gerais

Governador de Minas Gerais Romeu Zema lamenta tragédia em Capitólio

Romeu Zema se pronunciou por meio do Twitter, onde afirmou que os resgates ainda estão em andamento.

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), fez um pronunciamento sobre o deslizamento de pedras que atingiu três embarcações, neste sábado (8), no Lago de Furnas, em Capitólio, no Centro-Oeste de Minas Gerais.

Por meio do Twitter, o chefe do executivo estadual se solidarizou com as vítimas e seus familiares. Nas postagens, o gestor afirmou que o Governo seguirá atuando para fornecer o apoio e amparo necessários no caso. Romeu Zema declarou que a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais está atuando desde os primeiros momentos da tragédia para prestar auxílio às vítimas.

Cânion desaba e atinge três lanchas em Capitólio

O deslizamento de pedras no Lago de Furnas atingiu três embarcações, com 34 pessoas que turistavam no local.

O Corpo de Bombeiros da cidade de Piumhi, que atende a ocorrência, confirmou seis mortes até o momento. Ao todo, 32 vítimas foram atendidas, a maioria com ferimentos leves. Dessas, 27 já foram atendidas e liberadas da Santa Casa de Capitólio, outras 5 pessoas seguem internadas. A estimativa dos bombeiros é que cerca de 20 pessoas estejam desaparecidas.

Ponto turístico

A região de Capitólio e outras cidades banhadas pelo Lago de Furnas, no Centro-Oeste de Minas, é um destino turístico bastante procurado por sua beleza natural.

Assim como outras partes do estado, a região tem sido atingida pelas chuvas recentes. Nesta sexta-feira (7), o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) havia emitido um alerta de chuvas intensas, que durariam até a manhã deste sábado.

O Corpo de Bombeiros informou preliminarmente que uma tromba d’água junto às pedras fez com que elas caíssem e consequentemente, atingissem as lanchas dos turistas.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.