Suzano - SP

Atiradores invadem escola, matam oito e se suicidam em Suzano

Pelo menos 23 pessoas ficaram feridas no ataque e foram levadas aos hospitais da região.

Nayrana Meireles
Teresina
- atualizado

Dois jovens invadiram a Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano (SP) e mataram a tiros oito pessoas na manhã desta quarta-feira (13), por volta de 9h30. Logo em seguida, os adolescentes, que estavam encapuzados, cometeram suicídio. Pelo menos 23 pessoas ficaram feridas e foram levadas aos hospitais da região.

Segundo a Polícia Civil, quatro das vítimas eram estudantes do Ensino Médio. Outros dois adolescentes chegaram a ser socorridos, mas morreram no hospital. Duas das vítimas são funcionárias da escola. Dentro da instituição foi encontrado um arco e flecha e garrafas que aparentam ser coquetéis molotov. O esquadrão de bombas foi acionado.

A capitã Cibele, Relações Públicas da Polícia Militar informou que a polícia foi acionada para uma ocorrência com arma de fogo, momentos antes do tiroteio. "Mas ainda não podemos precisar se os casos estão relacionados. Policiais estavam indo para esse primeiro chamado e ouviram gritos das crianças. Foram então até a escola, onde os dois criminosos acabaram se matando", disse ela.

  • Foto: Werther Santana/EstadãoTiroteio ocorreu pouco depois das 9h10 dentro da Escola Estadual RaulTiroteio ocorreu pouco depois das 9h10 dentro da Escola Estadual Raul

Um estudante relatou que o ataque ocorreu durante o intervalo e que um dos criminosos tinha uma arma e outro, uma faca. “A gente estava na merenda e comendo normal e escutamos 'três pipocos' nisso tentamos correr para pular o muro do CEL. Os caras vieram atrás de nós e começou a matar muita gente. Mas o pente dele descarregou e foi na hora que a gente correu", relatou.

Ainda segundo o estudante, um amigo foi esfaqueado no ombro e outro baleado. "Fui para a diretoria e tinha muita gente morta no chão. Eles gritavam, mas eu não entendi o que era. Meu amigo levou facada no ombro e outro levou um tiro. Fugi com um amigo para minha casa e voltei para buscar um amigo", completou.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e o Corpo de Bombeiros estão no local prestando atendimento às vítimas. A instituição foi isolada pela Polícia Militar.

O governador João Doria assim que foi informado do ocorrido, cancelou toda sua agenda e se dirigiu ao local para acompanhar o trabalho de resgate e atendimento aos feridos.

A instituição possui, segundo o Censo Escolar de 2017, 385 estudantes da segunda etapa do Ensino Fundamental, que compreende o 6º ao 9º ano e 693 estudantes do Ensino Médio.

Esta reportagem está em atualização...