Teresina - PI

Candidata Lourdes Melo diz que TRE quer dificultar eleições

A declaração aconteceu em entrevista à imprensa nesta sexta-feira (9), após o tribunal determinar a suspensão do repasse de recursos do fundo partidário para a sigla.

Andressa Martins
Teresina
- atualizado

A candidata a prefeita de Teresina pelo Partido da Causa Operária (PCO), professora Lourdes Melo, acusou o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI) de tentar dificultar as eleições na capital. A declaração aconteceu em entrevista à imprensa nesta sexta-feira (9), após o tribunal determinar a suspensão do repasse de recursos do fundo partidário para a sigla.

“O TRE é uma organização que trata das eleições. Os juízes definem, eles fazem regra. A função de juiz não é fazer regra embuste para dificultar o processo eleitoral, o juiz é para julgar. Eles fazem normas que você para prestar contas, mesmo que não gaste nada, para prestar conta do zero, zero, zero, zero, você tem que pagar um advogado e um contador”, acusou.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Lourdes MeloLourdes Melo

Segundo a Corte Eleitoral, a decisão foi tomada após os desembargadores por unanimidade e em harmonia com o parecer do Procurador Regional Eleitoral, Leonardo Carvalho Cavalcante de Oliveira, julgarem como não prestadas as contas do (PCO-PI), referente ao exercício financeiro de 2019.

“Eles declararam não prestadas nossas contas, mas somos candidatíssima, estamos recorrendo e dizer que essa não é a função de um juiz, pois está dificultando uma eleição”, continuou.

"Eleição para juiz"

“Queremos também que o juiz seja eleito pela população. Já que eles querem atrapalhar o processo que deveria ser democrático, eles também têm que passar por um processo de escolha. Quem foi que colocou ele lá? Ele não foi eleito para isso”, finalizou.

NOTÍCIA RELACIONADA

Lourdes Melo não presta contas e PCO tem fundo partidário bloqueado

Mais conteúdo sobre: