Política

CPI da Lava Toga alcança 27 assinaturas com apoio de Elmano Férrer

Vinte e sete senadores assinaram o requerimento para criação da CPI que visa a criação da CPI da Lava Toga para investigar o “ativismo judicial” em tribunais superiores.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

O senador Elmano Férrer garantiu, nesta quinta-feira (14), a assinatura de 27 senadores para requerimento que visa a criação da CPI da Lava Toga para investigar o “ativismo judicial” em tribunais superiores. O número é o necessário para que o requerimento seja apresentado no Senado Federal.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Elmano Férrer Elmano Férrer

Confira abaixo os senadores que assinaram o requerimento

1. Alessandro Vieira
2. Jorge Kajuru
3. Selma Arruda
4. Eduardo Girão
5. Leila Barros
6. Fabiano Contarato
7. Rodrigo Cunha
8. Marcos do Val
9. Randolfe Rodrigues
10. Plínio Valério
11. Lasier Martins
12. Styverson Valentim
13. Alvaro Dias
14. Reguffe
15. Oriovisto Guimarães
16. Cid Gomes
17. Eliziane Gama
18. Major Olímpio
19. Izalci Lucas
20. Carlos Viana
21. Luiz Carlos Heinze
22. Esperidião Amin
23. Jorginho Mello
24. Telmário Mota
25. Soraya Thronicke
26. Elmano Férrer
27. Roberto Rocha

Em fevereiro, o requerimento já havia alcançado as 27 assinaturas, no entanto os senadores Tasso Jereissatti (PSDB-CE) e Kátia Abreu (PDT-TO) recuaram e retiraram as suas assinaturas. Com isso, Davi Alcolumbre (DEM-AP), presidente do Senado, arquivou o pedido.

O senador delegado Alessandro Vieira (Rede-SE), autor do pedido de abertura da CPI que foi arquivado, afirmou que os pedidos de vista do Supremo Tribunal Federal - quando os ministros pedem mais tempo para analisar um caso - são exacerbados, e que há desrespeitos a decisões do colegiado, além de existir grande diferença no tempo de tramitação de pedidos dependendo do interessado.