Política

Francisco Limma está impedido de deixar Alepi para assumir secretaria

“Não tem essa possibilidade porque eu fui eleito presidente do PT e o estatuto do partido proíbe que eu sendo dirigente assuma alguma secretaria", disse Limma.

Germana Chaves
Teresina
- atualizado

O deputado estadual Francisco Limma disse ao GP1, nesta segunda-feira (03), que está impedido de deixar a Assembleia Legislativa para assumir cargo na administração estadual, conforme tem circulado nos bastidores da política. Ele esclareceu que o estatuto do PT impede que o presidente do partido dirija a sigla e ao mesmo tempo assuma alguma secretaria.

O assunto veio à tona depois que o nome de Limma passou a ser colocado como opção para deixar a Alepi, juntamente com o deputado Nerinho (PTB), para abrir espaços e acomodar mais dois suplentes. Neste caso, a ex-deputada Liziê Coelho (MDB) e a jornalista Jôve Oliveira (PTB).

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Deputado Francisco Limma Deputado Francisco Limma

“Não tem essa possibilidade porque eu fui eleito presidente do PT e o estatuto do partido proíbe que eu sendo dirigente assuma alguma secretaria. Ou seja, não posso acumular as duas funções, a de presidente e de secretário ao mesmo tempo”, explicou Limma.

Com o impedimento de Francisco Limma mais dois nomes do PT estão sendo cotados para deixar a Assembleia Legislativa e assumir outros cargos na administração estadual: João de Deus ou Paulo Martins.

Embora a estratégia esteja circulando nos corredores da política, o governador Wellington Dias (PT) não se pronunciou sobre o assunto até esse momento.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Liziê Coelho e Jôve Oliveira devem assumir vagas na Assembleia

Jôve Oliveira diz que está à disposição para assumir vaga na Assembleia