Teresina - PI

Greve no transporte público de Teresina é suspensa após 83 dias

Mesmo com o fim da greve, o presidente do sindicato, Ajuri Dias informou que a categoria ainda vai seguir solicitando protocolos de segurança sanitária na Justiça.

Davi Fernandes
Teresina
- atualizado

Neste sábado (08), após uma assembleia, o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários (Sintetro) decidiu suspender a greve de motoristas e cobradores do sistema de Transporte Coletivo de Teresina, que estava funcionando com frota reduzida. A partir de segunda-feira (10), os ônibus circulam normalmente.

Mesmo com o fim da greve, o presidente do sindicato, Ajuri Dias informou que a categoria ainda vai seguir solicitando protocolos de segurança sanitária na Justiça, pois desde o dia 8 de julho os profissionais não contam com estruturas de proteção fornecidas pelas empresas, como álcool gel e proteção facial.

Atenção Trabalhadores Rodoviários: Reunidos em assembléia geral extraordinária realizada na manhã deste sábado, dia 08 de agosto de 2020, os trabalhadores do sistema de transporte urbano de Teresina, no estado do Piauí decidiram por unanimidade pela suspensão da greve geral. Ouça o que diz o Presidente do Sindicato dos Rodoviários no Piauí - Ajuri Dias. Da Assessoria de Comunicação do SINTETRO/PI.

Posted by SintetroPi Rodoviários on Saturday, 8 August 2020

“O Sintetro, por decisão da categoria, após reunião na sede do sindicato, determinamos que a greve será suspensa e que fôssemos buscar, por meio da assessoria jurídica, uma audiência com o Tribunal do Trabalho, para que assim, a gente retorne com alguns protocolos de segurança. Em primeiro momento, com a volta dos trabalhadores, eles não tiveram essa proteção devida em relação da doença. Como a categoria decidiu por essa suspensão, a partir da próxima semana, voltamos a normalidade”, relatou.

Ainda de acordo com Ajuri, a situação provoca medo nos trabalhadores em decorrência da pandemia da covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, pois o sistema de transporte público é considerado como essencial.

“Pedimos os protocolos de segurança, fizemos uma denúncia no Ministério Público do Trabalho, pois não tem nenhuma estrutura fisiológica, nem álcool, alguns EPIs danificados. Então a gente retornar nesta situação é muito difícil, pois vivemos com esse tipo de situação que causa medo aos trabalhadores, pois a doença é invisível”, ressaltou.

Retorno parcial em julho

No último dia 8 de julho, os motoristas e cobradores de ônibus resolveram retornar às atividades parcialmente com 70% da frota no horário de pico e 30% dos ônibus no horário normal, após decisão liminar da desembargadora Liana Chaib, presidente do Tribunal de Justiça do Trabalho da 22ª Região.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Frota de ônibus será suspensa neste sábado e domingo em Teresina

Apenas 30% da frota de ônibus vai funcionar nesta sexta em Teresina

Ônibus voltam a circular nesta quarta com 70% da frota em Teresina

Mais conteúdo sobre: