Teresina - PI

Impasse no PP adia pedido de exoneração de Wilson Brandão da CCJ

Ele espera uma definição sobre os pleitos do Progressistas acerca da suplente Belê Medeiros, que precisou deixar o parlamento por conta do retorno do deputado estadual Júlio Arcoverde.

Germana Chaves
Teresina

O deputado estadual Wilson Brandão (PP-PI), até esse momento, não pediu exoneração da presidência da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi). O motivo é simples, a indefinição sobre os pleitos do Progressistas acerca da suplente Belê Medeiros, que precisou deixar o parlamento por conta do retorno do deputado estadual Júlio Arcoverde. Ele pediu exoneração da Secretaria de Esportes e Lazer de Teresina (Semel) para retomar ao assento na Alepi.

O problema é que os progressistas reivindicam a volta de Belê e para tanto, aguardam uma resolução do governador Wellington Dias (PT) que vai precisar convocar mais um deputado estadual para abrir caminho para o PP na Casa.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Wilson BrandãoWilson Brandão

Caso a situação não seja resolvida em favor dos progressistas, não é descartada a possibilidade de Wilson Brandão deixar a pasta da Mineração para retomar seu mandato. Dentro desse cenário, o suplente do PT, Cícero Magalhães, também teria que deixar a Alepi.

Solução

Para tentar resolver o imbróglio, Dias conversa hoje com o deputado petista Fábio Novo que poderá regressar à Secretaria da Cultura (Secult) e propiciar a manutenção da suplente Belê Medeiros na Assembleia.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Governador Wellington Dias decide hoje destino de Fábio Novo

Júlio Arcoverde reassume mandato na Assembleia Legislativa

Governador Wellington Dias decide hoje destino de Fábio Novo