São João da Fronteira - PI

Justiça decreta prisão preventiva de filho do prefeito Gongo

Luiz Eduardo Cardoso Fernandes é acusado de esfaquear a ex-companheira em uma festa no dia 26 de abril deste ano.

Brunno Suênio
Teresina
Laura Moura
Teresina
- atualizado

O juiz de direito Stefan Oliveira Ladislau, da comarca de Piracuruca, decretou a prisão preventiva de Luiz Eduardo Cardoso Fernandes, filho do prefeito Gongo, do município de São João da Fronteira. Ele é acusado de tentativa de feminicídio contra a ex-companheira no último dia 26 de abril de 2019.

A decisão do último dia 07 de maio de 2019 acatou o pedido do Ministério Público do Piauí, tendo em vista vasta quantidade de provas anexadas no inquérito presidido pelo delegado Paulo Júnior, que identificou um histórico de violência doméstica em desfavor da vítima, que tem uma filha com o acusado.

  • Foto: Facebook/Eduardo CardosoFilho do prefeito Erivan FernandesFilho do prefeito Erivan Fernandes

Na decisão do juiz, ele determinou ainda que Luiz Eduardo mantenha distância mínima de 500 metros da ex-companheira, de seus familiares e testemunhas, com a respectiva proibição ao agressor de frequentar locais habitualmente frequentados pela vítima e também a recondução da vítima e do filho ao domicílio, após o afastamento do agressor.

Entenda o caso

Luiz Eduardo Cardoso Fernandes, filho do prefeito do município de São João da Fronteira, foi acusado de esfaquear a ex-companheira em uma festa da cidade que ocorreu no dia 26 de abril deste ano. A vítima foi socorrida e levada para o Hospital Regional de Piripiri. Depois, ela precisou ser encaminhada para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT).

O delegado Paulo Júnior, responsável pelo caso, informou ao GP1 no dia 28 de abril que não foi a primeira vez que a vítima foi agredida. Na época, o acusado se encontrava foragido.