Teresina - PI

Mádison diz que MDB pode não aceitar cargos oferecidos por Wellington

"Se o partido não aceitar é dizer para o governador: ‘Olha, infelizmente não vamos participar, mas estamos aqui aliados ao senhor’", disse o deputado.

Andressa Martins
Teresina
Germana Chaves
Teresina
- atualizado

O deputado emedebista João Mádison afirmou, em entrevista à imprensa na manhã desta quinta-feira (28), que o MDB pode não aceitar os cargos oferecidos pelo governador Wellington Dias (PT), mas ressaltou que mesmo que essa possibilidade se concretize, o partido segue na base aliada.

O deputado estadual disse ainda que a questão dos cargos vai ser tratada pelo presidente do MDB, senador Marcelo Castro e o presidente da Alepi, Themístocles Filho, com o próprio chefe do executivo.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1João MádisonJoão Mádison

“Vamos sentar com o partido, se o partido aceitar [a proposta de Wellington], bem. Se o partido não aceitar é dizer para o governador: ‘Olha, infelizmente não vamos participar, mas estamos aqui aliados ao senhor’. Estou dizendo que temos duas maneiras de fazer: ou aceitar ou não aceitar”, afirmou Mádison.

Atritos

O deputado Franzé Silva (PT) defendeu na última quarta (27) que a distribuição de cargos no governo seja proporcional à quantidade de votos que os partidos deram a Wellington durante as eleições de 2018. Mádison, no entanto, ironizou a fala do deputado disparando: “é melhor o PT ficar com tudo”.

Partidos aliados

“O governador é um homem muito inteligente, sabe quem trabalhou na sua campanha, sabe o empenho que o MDB teve, o PP teve, todos os partidos coligados”, finalizou.