Teresina - PI

Major Paulo Roberto sobre Firmino: "é decisão dele conversar comigo"

"Não fui atrás dele e é uma decisão dele vir conversar comigo porque não fui eu que fiz o destrato, foi o próprio [Firmino]”, afirmou o vereador.

Wanessa Gommes
Teresina
Germana Chaves
Teresina
Andressa Martins
Teresina
- atualizado

O vereador Major Paulo Roberto, recém-expulso do Solidariedade, disse em entrevista ao GP1, nesta terça-feira (08), que a expulsão lhe deu o direito de escolher, com tranquilidade, o partido para se filiar. Ele falou ainda sobre se filiar ao PSDB, mas ressaltou que o primeiro passo deve ser tomado pelo prefeito Firmino Filho.

“Pensando que fez o mal a mim, entre aspas, ele [Evaldo Gomes] fez o bem. Nesta Casa, muitos vereadores queriam estar no meu lugar, livre para escolher qualquer partido que quiser me filiar, ou pelo menos os que me convidaram, porém, não podem porque têm que esperar a abertura da janela”, afirmou.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Major Paulo RobertoMajor Paulo Roberto

O parlamentar disse que agora pode escolher com tranquilidade o partido para o qual vai se filiar. “O Evaldo me deu, com a expulsão, esse direito de estar tranquilo, meu mandato não pode ser cassado, se alguém fala sobre isso, é mentira. Estou na tranquilidade de conversar com o partido em relação à minha futura candidatura a vereador de Teresina”, declarou.

“O caminho pode ser o MDB, PSDB, PRP, PP. O caminho pode ser qualquer um desde que a gente se entenda e tenha uma viabilidade de eleição não só para mim, mas para colegas da chapa”, falou o vereador que ainda não decidiu em qual partido vai se filiar.

Questionado se vai tentar reverter a expulsão judicialmente, o Major respondeu: “Nós estamos decidindo porque quando faço a reversão, crio uma punição para o próprio partido e se eu ficar no partido muitas pessoas não vêm porque dizem que eu tenho muito voto e ninguém quer disputar comigo”.

Filiação ao PSDB

O vereador Edson Melo, presidente municipal do PSDB, já disse que quer o colega filiado ao partido. Sobre essa possibilidade de se filiar ao partido do prefeito Firmino Filho, Paulo Roberto não descartou, mas ressaltou que a iniciativa deve partir do próprio prefeito.

“Eu nunca disse que não ia e nem conversamos sobre tal assunto. Quero lembrar que eu nunca fiz qualquer ato que desabonasse minha conduta para com o prefeito, pelo contrário. Eu e o vereador Jeová foi que recebemos uma punição muito forte do prefeito Firmino Filho por causa da eleição da Câmara Municipal de Teresina. E eu não acho que foi justa essa punição. Não fui atrás dele e é uma decisão dele vir conversar comigo porque não fui eu que fiz o destrato, foi o próprio”.

Expulsão

O Major Paulo Roberto foi expulso do Solidariedade na semana passada sob alegação de infidelidade partidária, que teria sido cometida na eleição de 2018. O vereador nega todas as acusações e afirma que é perseguido pelo atual dirigente do SDD no Estado, o deputado Evaldo Gomes. Ambos são adversários políticos históricos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Edson Melo quer o vereador Major Paulo Roberto no PSDB

Evaldo Gomes diz que não desejava expulsão do Major Paulo Roberto

Vereador Major Paulo Roberto é expulso do Solidariedade