Política

Margarete diz que Wellington deve interferir na eleição da Alepi

Margarete Coelho destacou que não se pode pedir que o governador fique isento nessa disputa.

Bárbara Rodrigues
Teresina
Germana Chaves
Teresina
- atualizado

A deputada federal eleita Margarete Coelho (PP) afirmou nesta terça-feira (15) que não acredita que o governador Wellington Dias (PT) deve ficar isento em relação a disputa para a presidência da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi). A eleição acontece no dia 1º de fevereiro e tem dois aliados do governador, o deputado Themístocles Filho (MDB) e Hélio Isaías (PP).

Themístocles Filho e seus aliados já manifestaram por diversas vezes que não querem a interferência de Wellington na disputa. Já os aliados de Hélio Isaías pensam diferente, eles acreditam que é essencial a participação do governador na eleição.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Margarete CoelhoMargarete Coelho

Questionada se acredita que toda essa polêmica irá afetar a aprovação de projetos do governo na Assembleia, Margarete disse não acreditar nisso, mas destacou que não se pode pedir que o governador fique isento nessa disputa.

“Essa eleição não é de situação versus oposição. É uma eleição interna, desta casa, mas não se pode dizer que a posição do governador não tem importância, porque tem sim. E também não se pode dizer que o governador será isento, porque na política não há essa isenção, você tem que se posicionar em determinado momento. Não acho que isso de forma alguma irá abalar as bases do governo, volto a dizer, essa é uma eleição interna, daqui desta casa, os deputados que vão decidir. Que tipo de influência cada um deles vão receber? Isso é particular, subjetivo, é de cada um deles”, explicou.

Ela ainda disse acreditar que o MDB e PP podem chegar a um acordo. “A porta da negociação nunca deve ser fechada na política, o Progressistas e o MDB são dois partidos maduros, então a ponta da conversação, da conciliação, tem que estar sempre aberta”, disse a deputada federal eleita.

Margarete Coelho acredita que todos os membros do partido vão votar em Hélio Isaías. "Eu acredito que sim, vão votar unidos", afirmou.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Wellington diz que seu papel é buscar entendimento na eleição da Alepi

Franzé Silva defende união entre PP e MDB na eleição da Alepi

Themístocles diz que "remédio" para eleição na Alepi será a disputa