Brasil

Presidente do Conselho Nacional de Saúde que recomendou suspensão da cloroquina é filiado ao PT

Fernando Zasso Pigatto é filiado ao PT do Rio Grande de Sul há mais de 30 anos, desde 1986, e já ocupou cargos em governos petistas.

Raisa Brito
Chefe de Redação
Thais Guimarães
Teresina
- atualizado

Na última sexta-feira (22) o Conselho Nacional de Saúde (CNS), através do seu presidente, Fernando Zasso Pigatto, recomendou a suspensão das orientações do Ministério da Saúde para o uso de hidroxicloroquina e cloroquina no tratamento de casos leves de coronavírus (covid-19).

O presidente da entidade, Fernando Pigatto, é filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT) no Rio Grande do Sul há mais de 30 anos, desde 1986, partido este responsável por requerimento apresentado ao Tribunal de Contas da União (TCU), no dia 21 deste mês, pedindo a suspensão do protocolo do Ministério da Saúde.

Veja certidão de filiação de Fernando Zasso Pigatto ao PT abaixo ou clicando aqui:

De acordo com informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Pigatto foi candidato a prefeito de Rosário do Sul (RS) nas últimas eleições municipais, no ano de 2016.

  • Foto: Divulgação/TSEPigatto já concorreu ao cargo de prefeito de Rosário do SulPigatto já concorreu ao cargo de prefeito de Rosário do Sul

Formado em Gestão Ambiental pela Universidade Norte do Paraná (Unopar), Fernando Pigatto foi eleito presidente do CNS para a gestão 2018-2021.

Cargos em governos do PT

O presidente da CNS já foi chefe de gabinete da Prefeitura Municipal de Santa Maria em 2001, na gestão de Valdeci Oliveira (PT). Também foi assessor no Projeto Consórcio Social da Juventude do Programa Primeiro Emprego, do Governo Federal, entre 2005 e 2006 na gestão do ex-presidente Lula. Além disso, ele coordenou campanhas de Valdeci Oliveira, que atualmente é deputado estadual do Rio Grande do Sul.

  • Foto: DivulgaçãoFernando PigattoFernando Pigatto

Protocolo do Ministério da Saúde

No dia 20 de maio o Ministério da Saúde divulgou protocolo que libera no Sistema Único de Saúde (SUS) o uso de cloroquina e hidroxicloroquina no tratamento de pessoas infectadas pelo novo coronavírus, a covid-19. Com isso, o medicamento, que antes era usado apenas em casos graves, passou a ser recomendado para casos mais leves da doença.

A recomendação do petista Fernando Pigatto

O Conselho Nacional de Saúde, comandado pelo petista Fernando Pigatto, emitiu no dia 22 de maio a Recomendação Nº 042, indicando a suspensão imediata do uso precoce da cloroquina e hidroxicloroquina em pacientes com covid-19.

O argumento usado pela entidade foi de que “até o momento não existem evidências científicas robustas que possibilitem a indicação de terapia farmacológica específica, conforme afirmado na próprias orientações do Ministério da Saúde”.

Confira a recomendação do petista na íntegra abaixo ou clicando aqui:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Ministério da Saúde libera cloroquina para todos pacientes com covid-19

Piauí comprou 82 mil comprimidos de hidroxicloroquina e recebeu 20 mil de cloroquina