Brasil

Rebelião deixa nove detentos mortos e 14 feridos em Goiás

Segundo a Seap, os assassinatos ocorreram após confronto entre os próprios presos.

Nayrana Meireles
Teresina
- atualizado

Detentos do regime semiaberto fizeram uma rebelião na tarde desta segunda-feira (1º) na Agroindustrial, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, Região Metropolitana da capital. Segundo a Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap), nove presos morreram e 14 ficaram feridos.

Segundo o delegado Eduardo Rodovalho, responsável por investigar a rebelião, uma rixa entre grupos rivais provocou o motim e os homicídios. Durante o confronto, eles atearam fogo à cadeia e os corpos foram carbonizados.

  • Foto: Tv AnhangeraCelas ficaram destruídasCelas ficaram destruídas

“Foi uma situação lamentável, muitas mortes cruéis. Muitos corpos foram carbonizados, dois tiveram a cabeça decepada e alguns deles tiveram as vísceras expostas. Os foragidos, na realidade, a maioria foi das alas que foram atacadas. Acredito que muitos estavam fugindo do ataque mesmo. Foi uma situação bastante grave. Duas alas ficaram praticamente destruídas”, disse o delegado.

Segundo informações do G1, a Seap destacou ainda que 106 presos fugiram no momento da rebelião, sendo que 29 já foram recapturados. Outros 127 deixaram o presídio por conta da confusão, mas retornaram voluntariamente quando a situação se acalmou.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB