GP1

Inhuma - Piauí

Mão Santa terceiriza iluminação por R$ 692 mil sem licitação

O prefeito, a continuar a sua desobediência as instituições corre o risco de ser denunciado por improbidade administrativa pelo Ministério Público Estadual, informa reportagem de Gil Sobreira

O prefeito Mão Santa, do Município de Parnaíba, mostra que não atende recomendação do Ministério Público e nem tampouco do Tribunal de Contas do Estado.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Mão SantaMão Santa

Mesmo tendo o Decreto de Emergência, baixado por ele, rejeitado pelo TCE e recebido a recomendação do Ministério Público para não efetuar pagamentos tendo por base o ato considerado ilegal, Mão Santa determinou o empenho de R$ 692.918,42 para o pagamento da Geoplan – Consultoria, Planejamento e Serviços LTDA., através da Secretaria de Infraestrutura, comandada pela filha Maria das Graças, conhecida por “Gracinha”.

A empresa foi contratada emergencialmente, sem licitação, por 90 dias, para fazer a manutenção da iluminação pública de Parnaíba.

Mesmo contratada por um valor exorbitante, a população continua reclamando da prefeitura pela escuridão que assola as ruas da cidade e o comércio de querosene e lamparinas sofreu um aumento espantoso.

  • Foto: DivulgaçãoEmpenho autorizado pelo prefeito Mão SantaEmpenho autorizado pelo prefeito Mão Santa

Mão Santa, a continuar a sua desobediência as instituições corre o risco de ser denunciado por improbidade administrativa pelo Ministério Público Estadual.

Outro lado

Procurado pelo GP1 na noite desta segunda-feira (06), o secretário de Governo da prefeitura de Parnaíba ficou de enviar nota de esclarecimento o que não aconteceu até a publicação desta matéria.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.