GP1

Piauí

Justiça marca julgamento de PM acusado de matar estudante no Piauí

O réu é acusado de assassinar a jovem estudante de direito, Suellen Marinheiro Lula, de 21 anos, em outubro de 2016, em Valença do Piauí.

O Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) marcou o júri popular do policial militar do Ceará, Rafael do Nascimento Oliveira Rosa para o dia 24 de março deste ano. O réu é acusado de assassinar a jovem estudante de direito, Suellen Marinheiro Lula, de 21 anos, em Valença do Piauí.

A estudante universitária foi morta com um tiro na cabeça, em outubro de 2016, dentro de uma churrascaria. Rafael do Nascimento Oliveira Rosa era lotado na 1ª Companhia do 11º Batalhão da Polícia Militar de Tauá, foi preso em flagrante.

Foto: Divulgação/PMRafael do Nascimento de Oliveira Rosa
Rafael do Nascimento de Oliveira Rosa

Segundo a denúncia apresentada pelo Ministério Público do Estado do Piauí, o crime ocorreu por volta de 2h da madrugada, em um bar localizado no bairro Novo Horizonte, após o acusado se negar a entrada de uma festa organizada pela família da vítima.

Devido a situação, ocorreu uma confusão e Rafael, municiado com uma pistola Taurus, calibre 380, disparou um tiro contra a vítima Suellen Marinheiro Lula, tirando sua vida sem chances de se defender.

Foto: Facebook/Suellen MarinheiroSuellen Marinheiro Lula
Suellen Marinheiro Lula

Rafael está preso desde outubro de 2016, no presídio militar e desde então, o Tribunal de Justiça não aceitou os pedidos de solturas feito por sua defesa.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.