GP1

Teresina - Piauí

Georgiano Neto nega diálogo com Ciro Nogueira para aliança com PSD

“Trabalhamos em parceria com governador. Não temos tratativa para ir para a oposição", disse Georgiano.

O deputado estadual Georgiano Neto voltou a negar que existe diálogo com o grupo de ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira (Progressistas), acerca de um eventual alinhamento com o PSD nas eleições de 2022. Mesmo depois do encontro de prefeitos do partido com Ciro em Brasília na semana passada, o parlamentar insistiu que foi apenas uma visita de cortesia.

“Trabalhamos em parceria com o governador Wellington. Não temos nenhuma tratativa para ir para a oposição. Não tratamos de política [com Ciro em Brasília], foi apenas uma visita de cortesia”, declarou o deputado ao GP1 na manhã desta segunda-feira (30).

Foto: Alef Leão/GP1Georgiano Neto
Georgiano Neto

Sobre as inúmeras declarações do ministro da Casa Civil de que na chapa de oposição tem espaço para o PSD, o deputado estadual agradeceu. “Agradecemos o convite”, disse Georgiano.

Sem espaço na chapa governista

Diferente da oposição, hoje o PSD não tem espaço na chapa majoritária do Governo Wellington Dias (PT-PI). O deputado federal Júlio César e o próprio Georgiano Neto reivindicam compor o time.

O problema é que no Governo os três principais espaços já têm ‘donos’. A cabeça de chapa está prometida ao secretário da Fazenda Rafael Fonteles (PT), a vice deverá ser ocupada pelo MDB, por meio do presidente da Assembleia Legislativa Themístocles Filho (MDB) e, por fim, a vaga para o Senado Federal é assegurada a Wellington.

“Nós somos políticos e conversamos com todos os políticos, não fechamos portas para ninguém. Qualquer que seja o partido que queira conversar conosco nós conversamos”, disse Júlio César ao GP1 sobre possível diálogo com a oposição.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.