GP1

Teresina - Piauí

Com R$ 7 milhões em caixa, Altos tem a temporada mais lucrativa

Só na partida de ida, em Teresina, o Jacaré lucrou em bilheteria o valor distribuído para quem avançasse.

Mesmo eliminado, o time do Altos saiu com os cofres cheios da Copa do Brasil. O clube arrecadou R$ 7,06 milhões na competição, onde se despediu na terceira fase na quarta-feira (11), após ser derrotado para o Flamengo. No jogo de ida, que ocorreu no dia 01 de maio, o Jacaré sofreu por 2 a 1, já na volta amargou um 2 a 0.

Até agora na temporada, o Jacaré já embolsou R$ 8,6 milhões. Na Copa do Nordeste foram R$ 1,290 milhões, desde a subida de pote do time. Já na Série C, o grupo recebeu mais cotas de participação, no valor de R$ 250 mil. O maior faturamente do grupo é proveniente da Copa do Brasil: R$ 7,06 milhões. A arrecadação veio a partir das cotas recebidas com os avanço da Manga até a terceira fase após eliminar Sport e ABC, e na arrecadação de ingressos da partida em Teresina, no Albertão – R$ 3,640 milhões em bilheteria, com um total de 25 mil pagantes, com lucro de R$ 3,070 milhões. Além das premiações o Jacaré também vendeu cotas de patrocínio na camisa, que geraram renda de R$ 150 mil nos jogos de ida e volta contra o Flamengo.

Foto: Marcelo Cardoso/GP1Cruzamento do Altos
Cruzamento do Altos

Essa é a temporada mais lucrativa do Altos e com os ganhos, os dirigentes do clube já anunciaram que planejam construir um centro de treinamento na cidade natal da equipe.

Próximos compromissos

Após a eliminação na Copa do Brasil, o Jacaré agora se prepara para enfrentar o Atlético-CE no próximo sábado (14), pela 6° rodada do Campeonato Brasileiro Série C. A bola rola no estádio Lindolfo Monteiro, às 15h.

Com informações do repórter Paulo Vitalino ao GP1 Esporte

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.