GP1

Piauí

CRM publica diretrizes para retorno de cirurgias eletivas no Piauí

Esses procedimentos foram suspensos por conta da necessidade de priorizar os casos de covid-19 (coronavírus).

O Conselho Regional de Medicina do Piauí (CRM-PI) publicou, no dia 18 de agosto, um documento contendo diretrizes para o retorno das cirurgias eletivas no Piauí, que foram suspensas por conta da necessidade de priorizar os casos de covid-19 (coronavírus). Para a autarquia, são imprescindíveis o planejamento e a organização conjunta desta retomada.

No dia 31 de março o CRM-PI recomendou a suspensão destes procedimentos cirúrgicos, contudo, ao avaliar a crescente demanda por esse tipo de atendimento, decidiu lançar as diretrizes para a retomada.

“O volume de pacientes com outras doenças e com necessidade de tratamento, dentre os quais, cirúrgico/hospitalar, tem aumentado substancialmente, o que requer dos hospitais e profissionais de saúde o devido preparo para atender a essa demanda”, consta no documento.

A entidade também levou em consideração a diminuição da demanda nos hospitais relacionada ao coronavírus.

Algumas diretrizes elencadas pelo CRM são as seguintes:

- Devem ser priorizadas cirurgias oncológicas, transplantes, traumas, pacientes em sofrimento intenso ou risco de infecção;

- Considerar o limite de 50% (cinquenta por cento) da capacidade instalada do bloco cirúrgico nos próximos 60 (sessenta) dias;

- Considerar todos os itens em relação à higienização do ambiente e mobiliário, distanciamento, EPIs, acompanhantes, representantes comerciais, testagens dos profissionais de saúde e colaboradores.

Veja o documento na íntegra:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Covid-19: CRM do Piauí prorroga suspensão de atendimentos médicos

CRM-PI recomenda suspensão de cirurgias eletivas em hospitais

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.