GP1

Política

Luís Barroso suspende ordem de afastamento do senador Chico Rodrigues

Com a decisão, não haverá mais o julgamento marcado para esta quarta-feira, 21, sobre a liminar de Barroso.
Por Estadão Conteúdo

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu a decisão em que havia afastado o senador Chico Rodrigues (DEM-RR) por 90 dias, após o próprio parlamentar pedir licença do cargo nesta terça-feira, 20.

Barroso, porém, manteve a proibição do senador de falar com outros investigados do caso. Com a decisão, não haverá mais o julgamento marcado para esta quarta-feira, 21, sobre a liminar de Barroso.

Hoje, o presidente do Conselho de Ética do Senado, Jayme Campos (DEM-MT), defendeu a reativação do colegiado para apurar irregularidades. Pressionado para abrir uma investigação contra o senador, o parlamentar afirmou, porém, que a decisão de autorizar as reuniões da comissão cabe à Mesa Diretora da Casa.

Flagrado com dinheiro na cueca e acusado de desviar recursos da covid-19, Chico Rodrigues pediu uma licença do mandato por 90 dias, conforme antecipou o Broadcast Político/Estadão. Em entrevista no Senado, Jayme Campos afirmou que a licença não interfere na avaliação do caso pelo colegiado.

A representação contra Rodrigues, protocolada pelos partidos Rede e Sustentabilidade, foi encaminhada para uma análise preliminar da Advocacia do Senado. Após esse parecer, o presidente do conselho pode decidir abrir ou não a investigação que pode resultar na cassação do parlamentar.

A estratégia da cúpula do Senado é derrubar o afastamento determinado pelo ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), e empurrar o caso para o Conselho de Ética – paralisado durante a pandemia de covid-19.

“Não vão vamos ser omissos. Todas as providências foram dadas”, declarou o presidente do colegiado, afirmando que recebeu a representação contra o colega na sexta-feira, 16, e encaminhou o documento à Advocacia na segunda-feira, 19.

A decisão de reativar o colegiado cabe ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). De acordo com Jayme Campos, o pedido de reativação cabe aos líderes partidários.

“Eu não disse que não pode (o conselho funcionar). Eu acho que pode e deveria. Todavia, não cabe a mim. Aqui, são 81 senadores”, declarou Campos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Flagrado com dinheiro na cueca, Chico Rodrigues pede afastamento do Senado

STF deve confirmar afastamento do senador Chico Rodrigues

Presidente do Conselho de Ética quer que Chico Rodrigues se afaste do mandato

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.