GP1

Desembargador Raimundo Eufrásio recebeu remuneração de R$ 250 mil em janeiro

O vice-presidente do Tribunal de Justiça do Piauí corre o risco de entrar no livro dos recordes, versão Piauí, informa reportagem do jornalista Herbert Sousa.

Foto: Lucas Dias/GP1Desembargador Raimundo Eufrásio Filho
Desembargador Raimundo Eufrásio Filho

O vice-presidente do Tribunal de Justiça do Piauí, desembargador Raimundo Eufrásio Alves Filho, corre o risco de entrar no livro dos recordes, versão Piauí, por ter recebido a maior remuneração no serviço público que se tem notícia por estas bandas. O desembargador recebeu, pasmem, remuneração de R$ 250.791,75 (duzentos e cinquenta mil, setecentos e noventa e um reais e setenta e cinco centavos) referente ao mês de janeiro de 2021, quase sete vezes acima do teto constitucional.

O subsídio de desembargador é de R$ 35.462,22 (trinta e cinco mil, quatrocentos e sessenta e dois reais e vinte e dois centavos), mas penduricalhos como abono de permanência, auxílio saúde, auxílio alimentação e a famigerada parcela autônoma de equivalência engordaram a remuneração.

O valor líquido recebido, após descontos de previdência e imposto de renda, foi de R$ 157.792,94 (cento e cinquenta e sete mil, setecentos e noventa e dois reais e noventa e quatro centavos).

Com a palavra, o Conselho Nacional de Justiça.

Confira o contracheque:

Foto: Portal da TransparênciaDesembargador Raimundo Eufrásio recebeu remuneração de R$ 250 mil em janeiro
Desembargador Raimundo Eufrásio recebeu remuneração de R$ 250 mil em janeiro

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.