GP1

Brasil

Ministério da Educação emite nota de pesar após massacre em Suzano

"O Ministério se solidariza com pais, familiares e funcionários da escola neste momento de choque, luto e dor", afirmou a nota.

O Ministério da Educação (MEC), através do ministro Ricardo Vélez Rodríguez, manifestou em nota "profundo pesar pelo crime bárbaro" ocorrido nesta quarta-feira (13) na Escola Estadual Professor Raul Brasil, no município de Suzano, na Grande São Paulo. "O Ministério se solidariza com pais, familiares e funcionários da escola neste momento de choque, luto e dor", afirmou a nota.

O ministro também manifestou pesar em nome próprio através do Twitter. “Recebo com muita tristeza a notícia de que crianças e um funcionário foram brutalmente assassinados na escola Prof. Raul Brasil, em Suzano, SP. Meus sentimentos às famílias. Expresso meu repúdio a essa manifestação de violência. Acompanharei de perto a apuração dos fatos”, disse o ministro.

  • Foto: Ernesto Rodrigues/Estadão ConteúdoMinistro da Educação, Ricardo Velez RodriguezMinistro da Educação, Ricardo Velez Rodriguez

Também através do Twitter, ele informou que estará ainda hoje em Suzano. “Crianças e jovens são o bem mais precioso de uma nação. É inadmissível que sofram qualquer tipo de violência. O ambiente escolar deve ser sagrado. Ainda hoje, estarei na cidade de Suzano”, escreveu Ricardo Vélez.

Entenda o caso

Os atiradores chegaram em um carro por volta das 9h30 desta quarta-feira (13) na escola. Eles invadiram a escola e atiraram primeiramente em uma funcionária da instituição.

"Eles ingressaram na escola, atiraram na coordenadora pedagógica, atiraram numa outra funcionária. Estava na hora do lanche, eles se dirigiram ao pátio, atiraram em mais quatro alunos do ensino médio. Nesse horário, só havia alunos do ensino médio, e [os autores do ataque] dirigiram-se ao centro de línguas. Os alunos do centro de línguas se fecharam na sala com a professora e eles [criminosos] se suicidaram no corredor", disse o coronel Marcelo Salles, comandante-geral da PM.

Armas

A polícia encontrou, após o ataque, um arsenal de armas na escola. Foram encontrados um revólver 38, quatro jet luders, que são plástico para recarregamento de arma, uma besta (um tipo de arco e flecha que dispara na horizontal), um arco e flecha tradicional e garrafas que aparentam ser coquetéis molotov e um machado que foi usado por Guilherme.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Adolescentes invadem escola, matam oito e se suicidam em Suzano

Câmera de segurança flagra assassinos chegando em escola de Suzano

Polícia divulga nomes dos atiradores de escola em Suzano

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.