GP1

Eleições 2020

Mais de 600 mil pessoas justificaram ausência no 2º turno, diz TSE

Conforme o TSE, o e-Título tem funcionado adequadamente e sem instabilidade, diferentemente de como tinha acontecido no 1º turno, no dia 15 de novembro, quando o aplicativo apresentou falhas.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou balanço onde informou que, entre 7h e 14h46 deste domingo (29), durante o 2º turno das eleições municipais, 604.098 eleitores que estão fora de seu domicílio eleitoral já justificaram ausência às urnas por meio do aplicativo e-Título.

Conforme o TSE, o e-Título tem funcionado adequadamente e sem instabilidade, diferentemente de como tinha acontecido no 1º turno, no dia 15 de novembro, quando o aplicativo apresentou falhas, impedindo muitos eleitores de justificar ausência através da ferramenta digital.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1 e-Título de Eleitor e-Título de Eleitor

O e-Título traz as mesmas informações do documento de papel e pode ser usado para a identificação do eleitor no momento da votação. Além disso, o aplicativo também conta com informações sobre a quitação eleitoral, dados do cadastramento biométrico e o endereço do local de votação, inclusive com um mapa.

Nesta segunda etapa das eleições somente os eleitores que baixaram o e-Título até 23h59 de ontem puderam usar o aplicativo. A medida foi adotada pelo TSE para evitar instabilidades como no 1º turno. No Piauí, apenas a capital Teresina contará com segundo turno. No primeiro turno, realizado no último dia 15, muitos eleitores relataram dificuldades com o aplicativo.

Cada turno de votação é contabilizado como uma eleição independente pelo TSE. Caso o eleitor não justifique por três eleições seguidas, pode ficar sujeito a sanções, tendo o título de eleitor cancelado e sendo impedido, por exemplo, de fazer empréstimos em bancos públicos ou emitir documento oficial, entre outras restrições.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.