GP1

Eleições 2022

Neto do Angelim e Valdemir Valdemir não garantem mais apoio a Rafael Fonteles

“Demos um prazo para o partido [PP] para que a gente pudesse tomar a decisão”, disse Neto do Angelim.

Os vereadores Neto do Angelim e Valdemir Virgino, ambos do Progressistas, comentaram nesta terça-feira (02) a declaração do presidente do partido em Teresina, o vereador Aluísio Sampaio, de que os infiéis serão ‘convidados’ a sair do partido, em referência aos dois parlamentares que anunciaram apoio a Rafael Fonteles para a disputa ao Governo do Piauí, ainda no início de julho, contrariando o PP, que está na base de apoio a Sílvio Mendes na corrida ao Palácio de Karnak.

Após a declaração de Aluísio, os parlamentares recuaram e declararam nesta terça que ainda não garantiram que estarão do lado do petista na campanha ao Governo do Estado. Neto do Angelim disse que foi pego de surpresa com a declaração de Aluísio Sampaio e afirmou que já tinha conversado com Ciro Nogueira sobre os problemas existentes dentro do partido.

“Há muito tempo que temos falado sobre essa dificuldade de diálogo que temos às vezes com o partido. Mas, a gente foi pego de surpresa agora pela manhã [com essa declaração] já que a gente teve uma conversa ainda antes do recesso com o nosso ministro [Ciro Nogueira], quando apresentamos nossas dificuldades e ele disse que iria tentar resolvê-las”, afirmou Neto do Angelim.

Foto: Germana Chaves/GP1Vereadores Neto do Angelim e Valdemir Virgino
Vereadores Neto do Angelim e Valdemir Virgino

“A gente contou também a forma como estavam tratando a gente, contamos algumas situações que a gente tinha, tanto eu como o Valdemir, de obras que a gente tinha do governo e que não tínhamos esse acerto por parte do partido. Então, nós contamos tudo isso e agora já chegamos pela manhã com essa nova notícia, mas a gente está à disposição do partido para o que eles resolverem”, declarou Neto do Angelim.

Sobre o apoio a Rafael Fonteles, Neto disse que foi dado um prazo para tomarem a decisão, mas não garantiu o apoio. “Na verdade, nós demos um prazo para o partido [PP] para que a gente pudesse tomar uma decisão [de apoio ou não a Rafael]. A gente vai conversar, mas a gente decidiu ficar junto, o que a gente decidir será junto entre nós dois”, pontuou o vereador.

“A gente vai buscar outra solução, outro caminho que a gente possa estar ou até mesmo ficar sem partido. Mas, a gente não queria, nesse momento, fazer isso porque a gente também é muito grato ao partido”, completou Neto do Angelim.

O vereador Valdemir Virgino garantiu que ainda esta semana os dois tomarão a decisão sobre o apoio à chapa majoritária. “Nós estamos conversando com o partido, com o Aluísio Sampaio, estamos querendo primeiro resolver as questões internas para tomarmos uma posição, mas com certeza essa semana já tomamos uma posição definitiva”, garantiu.

Entenda o caso

No início de julho, os vereadores do Progressistas Neto do Angelim e Valdemir Virgino formalizaram apoio ao candidato a governador pelo PT, Rafael Fonteles. Inclusive, os três posaram juntos para uma foto.

Foto: DivulgaçãoRafael Fonteles ladeado por Valdemir Virgino e Neto do Angelim
Rafael Fonteles ladeado por Valdemir Virgino e Neto do Angelim durante formalização do apoio em julho

Por conta desse apoio, o presidente do Progressistas em Teresina, vereador Aluísio Sampaio, disse nesta terça-feira (02) que o partido poderá ‘convidá-los’ a sair do partido, já que a sigla apoia a candidatura de Sílvio Mendes (União Brasil), que tem como candidata a vice, a deputada Iracema Portella (Progressistas).

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.