GP1

Esportes

Corinthians sede empate ao Inter e perde chance de encostar no G-4

Resultado leva o time aos 41 pontos e mantém ambiente de cobrança em relação ao trabalho de Sylvinho.
Por Estadão Conteúdo

Em um jogo cheio de alternativas, o Corinthians deixou escapar a chance de sair de campo com os três pontos ao ceder o empate de 2 a 2 nos acréscimos para o Internacional. No jogo, o time conseguiu virar a partida com gols de Giuliano e Fabio Santos, mas permitiu a igualdade nos acréscimos.

Com o resultado, o time paulista chegou nos 41 pontos juntamente com Inter e perde a chance de encostar no G-4 do Brasileiro. A equipe, que vinha de derrota para o São Paulo, perdeu a oportunidade de deixar o clima mais tranquilo, já que Sylvinho teve o seu trabalho contestado durante a semana.

“Feliz pelo desempenho do time que buscou a virada, mas infelizmente tomamos o gol no final”, afirmou Gabriel Pereira.

Ciente da pressão que tomou conta do clube após a derrota no clássico, o atacante usou um discurso tranquilizador. “Vamos ter a semana cheia e teremos tempo para trabalhar e vencer o próximo jogo.” O próximo compromisso do Corinthians é contra a Chapecoense em casa.

No jogo, Rodrigo Lindoso abriu o placar e o Corinthians virou o jogo em seis minutos com gols de Giuliano e Fábio Santos. Gustavo Maia deixou tudo igual nos acréscimos.

Com a mesma pontuação na tabela, Internacional e Corinthians iniciaram a partida em Porto Alegre com um esquema cauteloso e concentrado no meio-campo.

O Inter abriu o placar no início com Lindoso, que cabeceou na pequena área para defesa parcial do goleiro corintiano. Ele mesmo completou o rebote e Cassio ainda tentou salvar, mas bola cruzou a linha do gol quando Edenilson completou o lance.

A vantagem no marcador deu aos donos da casa a opção de jogar mais recuado e ter o contragolpe como arma. No Corinthians dos experientes Renato Augusto e Giuliano, quem chamou a atenção foi o jovem Gabriel Pereira.

Tanto nas jogadas de velocidade pela direita, quanto nas infiltrações pelo meio, foram deles as iniciativas mais perigosas do time paulista.

Apesar do maior volume de jogo, e das tentativas de chute de meia distância dos jogadores corintiano foram em vão. A má pontaria facilitou a vida do goleiro Marcelo Lomba.

O Inter teve em Taison e Edenílson os principais articuladores. O Internacional, no entanto, pouco fez de efetivo para ameaçar o goleiro Cássio no primeiro tempo.

O panorama burocrático que marcou o início da partida também ditou o ritmo do segundo tempo. A exceção foi uma bola na trave em chute de Yuri Alberto. Foi quando Sylvinho resolveu promover as entradas de Gustavo Mosquito e Du Queiroz para dar uma outra dinâmica ao time. E em seis minutos o Corinthians virou o jogo.

Gabriel Pereira fez jogada individual e quando armou para chutar acabou servindo Giuliano. Livre, ele passou por Marcelo Lomba e mandou para as redes: 1 a 1.

O Inter sentiu o golpe e acabou tomando a virada. Róger Guedes foi no fundo e foi derrubado por Johnny na área. Pênalti que Fábio Santos converteu decretando a virada.

A partir daí, em vantagem no placar, a equipe corintiana se fechou na defesa e passou a administrar a vantagem.

O castigo veio nos acréscimos. Gustavo Maia, que havia entrado no lugar de Moisés entrou pelo lado esquerdo e arriscou um chute de longe. Cássio escorregou e viu a bola morrer no fundo das redes.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 2 x 2 CORINTHIANS

INTERNACIONAL – Marcelo Lomba; Mercado, Kaíque Rocha (Boschilia), Victor Cuesta e Moisés (Gustavo Maia); Rodrigo Dourado (Johnny), Rodrigo Lindoso (Maurício), Edenílson, Patrick e Taison; Yuri Alberto. Técnico: Diego Aguirre.

CORINTHIANS – Cássio; Fagner, Raul Gustavo, Gil, e Fábio Santos; Gabriel (Du Queiroz), Vitinho (Gustavo Mosquito), Renato Augusto (Jô)e Giuliano; Gabriel Pereira (Xavier) e Róger Guedes. Técnico: Sylvinho.

GOLS – Rodrigo Lindoso, aos 8min do primeiro tempo. Giuliano aos 15min, Fábio Santos aos 21min e Gustavo Maia aos 47min do segundo tempo.

ÁRBITRO – Bruno Arleu de Araújo (RJ).

CARTÕES AMARELOS – Rodrigo Dourado, Mercado e Taison (INTERNACIONAL), Gabriel e Renato Augusto (CORINTHIANS)

CARTÕES VERMELHOS – Patrick e Xavier

RENDA – Não divulgada

PÚBLICO – 10.830 presentes

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.