Teresina - PI

Covid-19: Firmino anuncia rodízio de veículos no centro de Teresina

O sistema de rodízio no centro da Capital, mais precisamente na região delimitada entre as avenidas Miguel Rosa, Higino Cunha e Maranhão.

Germana Chaves
Teresina
- atualizado

O prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB) anunciou, nas redes sociais na tarde deste sábado (30), que a partir na próxima terça-feira (02/06) será adotado o sistema de rodízio no centro da Capital, mais precisamente na região delimitada entre as avenidas Miguel Rosa, Higino Cunha e Maranhão. De acordo com ele, a medida entrará em vigor em um novo decreto que será publicado na próxima segunda-feira (01).

Firmino explicou que a restrição se mostrou necessária após um levantamento feito pela Strans onde foi constatado o aumento no número de circulação de veículos mesmo com o fechamento da maioria dos estabelecimentos comerciais do centro desde que precisaram baixar as portas, em virtude do isolamento social para conter a disseminação da Covid-19.

Strans vai fiscalizar

“Pessoal, Levantamento da Strans tem observado um aumento considerável de circulação de veículos no centro de Teresina nos últimos dias, o que não tem justificativa, uma vez que a maioria do setor comercial daquela região está restrito”, disse Firmino nas redes sociais.

“O rodízio valerá para a região delimitada entre as avenidas Miguel Rosa, Higino Cunha e Maranhão. A fiscalização será feita por agentes da Strans e pelo nosso sistema de monitoramento eletrônico”, disse ele.

Pares e ímpares

Firmino Filho explicou que carros com placas que terminam com números pares, poderão transitar em dias pares e placas impares em dias ímpares. “Por isso, a partir da próxima terça (2) começaremos um rodízio de veículos na região central da cidade, que vai funcionar da seguinte forma: carros com placa par, poderão circular nos dias pares e placas ímpares poderão circular nos dias ímpares”, detalhou.

Regras

Nessa sexta-feira (29), Firmino apresentou sete critérios que serão observados para a retomada das atividades econômicas da Capital. “Vamos almoçar e jantar esses indicadores, para estarmos seguros para retornar. Até agora, Teresina está ok somente no item de capacidade de leitos de observação e enfermaria, precisamos dos outros seis itens”, disse o prefeito durante videoconferência.

Os 7 critérios

1- Medir e monitorar a taxa de reprodução da covid-19. Um dos mecanismos são as pesquisas de investigação sorológica realizadas em Teresina. Quando a taxa de reprodução for menor que 1, a disseminação da doença estará desaparecendo

2 – Diminuição do número de internações. Só podem ser reabertas as atividades com segurança quando existir uma tendência na quantidade de internações

3 – Diminuição do número de óbitos

4 – Disponibilidade de 30% de leitos de observação e 30% de capacidade de leitos de enfermaria

5 – Disponibilidade de 30% dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva)

6 – Aumento na quantidade de testagens

7 – Rastreamento das pessoas contaminadas

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Firmino Filho apresenta 7 critérios para reabertura gradual do comércio

Firmino Filho vai apresentar regras para retorno da atividade comercial

Firmino diz que servidores de todos os órgãos farão teste de covid-19