Saúde

Governadores do Nordeste pedem apoio à China para combater Covid-19

Governadores pedem o "apoio e colaboração por meio do envio de materiais médicos, de insumos e de equipamentos que possam ajudar a combater esse flagelo que estamos enfrentando”.

Andressa Martins
Teresina
- atualizado

Após uma reunião virtual, o governador do Piauí Wellington Dias (PT) e os demais governadores dos estados do Nordeste resolveram pedir ajuda ao governo da China para enfrentar o novo coronavírus (Covid-19) no país. A carta, assinada pelo presidente do consórcio, Rui Costa (PT) da Bahia, foi assinada dia 18 de março.

No documento, Rui Costa questiona se o governo chinês teria a “possibilidade de seu apoio e sua colaboração por meio do envio de materiais médicos, de insumos e de equipamentos que possam ajudar a combater esse flagelo que estamos enfrentando”. Na carta enviada para o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, Rui revela que a população nordestina é de cerca de 57 milhões de pessoas.

“Em especial temos necessidade de leitos de UTI e de respiradores, pois as projeções de enfermos indicam que haverá déficit deste equipamento em momento de pico da epidemia [...] Reafirmamos a admiração pela forma como o povo chinês enfrentou a epidemia e pela imensa amizade que une nossos povos”, diz o documento.

O embaixador Yang Wanming é o mesmo que trocou farpas com o deputado Eduardo Bolsonaro, filho do presidente. Em resposta à carta dos governadores do Nordeste, o embaixador chinês disse que o país iria se esforçar para garantir que o pedido seja atendido.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Mortes por coronavírus em SP sobem para 15, diz Governo do Estado

Embaixada da China rebate Eduardo sobre coronavírus: 'contraiu vírus mental'