Piauí

Piauí registra quatro feminicídios em pouco mais de um mês

Conforme a delega Eugênia Villa, subsecretária de Segurança do Piauí, o feminicídio possui uma difícil conceituação e que pode ser entendido por um crime motivado pela condição do sexo feminino.

Davi Fernandes
Teresina
- atualizado

O Piauí, em menos de dois meses de 2019, já registra um total de quatro mulheres mortas vítimas do crime de feminicídio em cidades do interior do estado. Os dados são do Núcleo Central de Estatística e Análise Criminal da Secretaria de Segurança do estado.

Conforme a delegada Eugênia Villa, subsecretária de Segurança do Piauí, o feminicídio possui uma difícil conceituação e pode ser entendido por um crime motivado pela condição do sexo feminino.

“É de difícil conceituação o feminicídio porque ele vai além da modelagem jurídica, o que pode ser entendido por condição do sexo feminino. O que nós enxergamos, é quando um marido, um ex-companheiro, um ex-namorado assassina sua mulher e quando vai prestar depoimento alega ter matado por ciúmes, por estar inconformado com o fim do relacionamento, por traição, então são elementos que são conectados a ideia de controle do corpo da mulher e a população compreende isso, mas ainda tem a dificuldade de tipificar o crime”, explicou a delegada.

  • Foto: Hélio Alef/GP1Delegada Eugênia VillaDelegada Eugênia Villa

Os casos que foram registrados e noticiados pelo GP1, ocorreram nos municípios de São Raimundo Nonato, Castelo do Piauí, Simplício Mendes e Betânia do Piauí.

São Raimundo Nonato

Uma mulher identificada como Rita dos Santos, 62 anos, foi morta no início da tarde do dia 23 de janeiro, no bairro Alto do Cruzeiro em São Raimundo Nonato, região Sul do Piauí. A suspeita é que o marido da vítima tenha sido o autor do crime.

  • Foto: Divulgação/PMRita dos SantosRita dos Santos

De acordo com o delegado Marcelo Leal, Gerente de Policiamento do Interior, a mulher chegou a ser socorrida ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. A Polícia Civil do Piauí ainda continua em diligências a fim de capturar o acusado identificado como José Carlos dos Santos.

  • Foto: DivulgaçãoJosé Carlos de SantosJosé Carlos de Santos

Simplício Mendes

Uma adolescente identificada como Letícia Maria Costa de Arruda, de 14 anos, foi morta asfixiada no município de Simplício Mendes. O acusado é filho do marido da tia da vítima, que foi encontrada em um matagal nas proximidades da própria residência, na Vila Henrique Costa.

Ela foi encontrada pelo pai, com quem morava, que logo em seguida acionou a PM. De acordo com o tenente Damata, comandante do GPM da cidade, provavelmente ela foi morta em um outro local.

  • Foto: DivulgaçãoLetícia Maria Costa de ArrudaLetícia Maria Costa de Arruda

Os policiais, então, iniciaram as diligências. Eles receberam a informação que havia uma pessoa no Morro da Coab e foram averiguar para ver se tratava do suspeito.

Após a captura, o adolescente confessou o crime. Ele informou que cometeu o assassinato por conta de desavenças entre os dois por questões familiares.

Castelo do Piauí

Uma adolescente identificada como Maria das Graças Silva, de 17 anos, foi morta a pauladas pelo namorado no início da noite do dia 2 de fevereiro. O crime aconteceu em uma residência situada na localidade Espinhos, zona rural do município de Castelo do Piauí.

O acusado foi identificado como Francivando Gomes de Sousa, de 19 anos. O comandante do Grupamento da Polícia Militar da cidade, sargento Gomes, explicou que a vítima foi encontrada pela mãe do indivíduo, que socorreu a garota para a unidade hospitalar.

  • Foto: Divulgação/PMFrancivando Gomes de Sousa e Maria das Graças SilvaFrancivando Gomes de Sousa e Maria das Graças Silva

A Polícia Militar prendeu o acusado na tarde do dia seguinte, 3 de fevereiro. Segundo informações do major Etevaldo, comandante da Polícia Militar de Campo Maior, ele foi preso após ser avistado caminhando às margens da rodovia BR 407.

Betânia do Piauí

Uma mulher identificada como Ana Lúcia Rodrigues Cavalcante, 32 anos, foi morta a pauladas pelo próprio marido, identificado como Luís Coelho, 44 anos, que após o crime cometeu suicídio.

Segundo informações do soldado Franklin, do Grupamento da Polícia Militar (GPM) de Betânia do Piauí, populares acionaram os policiais após encontrarem os dois corpos no dia 8 de fevereiro. O corpo de Ana Lúcia foi encontrado em um lago a cerca de 800 metros do corpo de Luís, que estava próximo a um poste de energia elétrica.

Dados de 2018

Em outros dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI), dentre as 57 mulheres mortas no Piauí, 25 dos assassinatos foram enquadrados como feminicídio, sendo que nove aconteceram em Teresina e 16 no interior do estado.

Em 2017, foram registrados 26 feminicídios no estado, a SSP apontou que a situação não sofreu alteração.