Agricolândia - PI

Prefeito Walter Alencar diz que está sendo alvo de perseguição política

O prefeito disse que não houve compra de votos e que ele e a esposa estão sendo vítimas de perseguição do atual prefeito de Lagoinha do Piauí, Alcione Barbosa.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

O prefeito de Agricolândia, Walter Alencar, e a sua esposa, Kelly Alencar, candidata a prefeita em Lagoinha do Piauí, gravaram um vídeo, na tarde desta quinta-feira (08), depois de terem sido presos, nesta manhã, pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) acusados de compra de votos. Ele foram liberados depois de assinar um Termo Circunstaciando de Ocorrência) por crime eleitoral.

O prefeito disse que não houve compra de votos e que ele e a esposa estão sendo vítimas de perseguição do atual prefeito de Lagoinha do Piauí, Alcione Barbosa.

Segundo o prefeito, o dinheiro encontrado em sua residência é oriundo da venda de garrotes e que ele tem como provar. “Hoje pela manhã recebi na minha residência uma operação do Gaeco, não tem nada relacionado com Agricolândia, mas adentraram em nossa residência por volta das 5h30 da manhã e lá eles encontraram dinheiro que a gente tinha vendido uns garrotes, dinheiro da gente, tem como ser comprovado que esse dinheiro é fruto de trabalho, também encontraram brinquedos e enxovais e estão querendo relacionar com crimes eleitorais, nós sabemos que não é”, garantiu.

Walter ainda acusou o prefeito Alcione Barbosa de perseguição e de querer ganhar a eleição no “tapetão”. “Também sabemos de onde está saindo essa perseguição, sabemos que é da nossa queria Lagoinha, o poder dominante tá percebendo que a população quer mudança e ele a todo custo quer barrar isso, vê que não tá conseguindo barrar no voto e está levando agora para o tapetão, mas ele pode ter certeza, viu Alcione, porque não é com isso aí que vai nos enfraquecer não, nós vamos com mais força, porque quem tem aprovação do povo não tem medo de Alcione”, disparou.

Operação IBI CLAUSUS

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado – GAECO – durante a operação IBI CLAUSUS realizou buscas, nesta quinta-feira (08), na residência do prefeito de Agricolândia, Walter Alencar e de sua esposa Kelly Alencar, candidata à Prefeitura de Lagoinha do Piauí. Na casa, os agentes apreenderam, produtos alimentícios, listas de eleitores, bens que seriam oferecidos como forma de comprar votos e R$ 80 mil em espécie.

Em razão do flagrante, o prefeito Walter Alencar e a esposa Kelly Alencar foram conduzidos até a sede da Delegacia Regional de Água Branca, onde foram autuados no art. 334 da Lei n° 4.737 de 15 de julho de 1965.

Outro lado

O prefeito Alcione Barbosa não foi localizado pelo GP1 para comentar as acuções de Walter Alencar.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

GAECO apreende R$ 80 mil em espécie na casa do prefeito Walter Alencar

Prefeito Walter Alencar e esposa são presos durante operação do Gaeco

Prefeitos Raislan Farias e Walter Alencar são alvos de operação do GAECO