Política

Rejane Dias critica veto de Jair Bolsonaro a psicólogos em escolas

“Infelizmente, o presidente ignora a realidade das escolas, a rotina de exaustão, depressão e violência que professores e alunos estão sendo submetidos”, criticou.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

A deputada federal Rejane Dias (PT) criticou, nesta quarta-feira (09), o veto do presidente Jair Bolsonaro ao projeto de lei que garantia a presença de psicólogos e assistentes sociais nas redes públicas de educação básica. A parlamentar usou sua página no Instagram para lamentar o veto.

“Gente, apesar de toda a nossa luta, o presidente Jair Bolsonaro resolveu vetar o Projeto que previa garantir a presença de psicólogos e assistentes sociais nas escolas”, escreveu a deputada.

Para Rejane, Bolsonaro está ignorando a realidade das escolas. “Infelizmente, o presidente ignora a realidade das escolas, a rotina de exaustão, depressão e violência que professores e alunos estão sendo submetidos”, criticou.

No entanto, a parlamentar ressaltou que o veto voltará para ser votado na Câmara dos Deputados. “Mas a luta não parou por aí. O veto do Presidente volta para a Câmara dentro de 30 dias e vamos derrubá-lo com ampla maioria! Vamos trabalhar pra isso!”, afirmou.

O governo explicou que o projeto foi vetado porque cria despesas ao Poder Executivo sem indicar uma fonte de receita, o que fere a Lei de Responsabilidade Fiscal.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Bolsonaro veta exigência de serviço de psicologia em escolas públicas

Rejane Dias pede urgência em projeto que insere psicólogo na escola