GP1

Ananindeua - Pará

Um dos atiradores de Suzano matou comparsa e depois cometeu suicídio

Imagens de câmera de segurança mostram que o adolescente G.T.M. estava com a arma de fogo a todo tempo.
Por Estadão Conteúdo

A Polícia Militar confirmou ao Estado na noite desta quarta-feira, 13, que chegou a conclusão de que um dos atiradores da Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo, matou o comparsa e depois se matou. A corporação, no entanto, não detalhou quem teria atirado contra quem.

Cinco alunos e duas funcionárias foram mortos no atentado.

Games

A polícia investiga que os dois jovens que abriram fogo contra a escola faziam parte de um grupo que joga em rede o game Call of Duty, de guerra, e neste fórum teriam planejado o crime. Os investigadores estão ouvindo os pais dos rapazes sobre essa questão, mas suspeitam que pode ter ligação com o massacre.

A polícia ainda não sabe como ou onde as armas foram compradas. Os autores do ataque tinham um revólver .38, uma besta, uma machadinha e um arco e flecha.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Veja quem são as vítimas do massacre na escola Raul Brasil em Suzano

Testemunha diz que ouviu gritos de tio de assassino em Suzano

Entenda como ocorreu ataque a escola estadual em Suzano

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.