GP1

Teresina - PI

Mais de 2.700 pessoas furaram fila da vacina em Teresina, aponta TCE

Levantamento mostrou que pessoas que não estão em grupos prioritários foram vacinadas contra a covid-19.

Levantamento realizado pelo Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) e divulgado nesta segunda-feira (26) identificou indícios de que pelo menos 2.778 pessoas furaram a fila da vacina contra a covid-19 em Teresina.

De acordo com a Comissão Covid-19 do TCE, essas pessoas teriam sido imunizadas em detrimento de outros usuários que deveriam receber as doses prioritariamente. O cruzamento dos CPFs dos vacinados com os dados disponíveis nos sistemas internos do TCE demonstrou inconsistências que não correspondem com os grupos prioritários.

Foto: Marcelo Cardoso/GP1Vacina Butantan
Vacina Butantan

Segundo o secretário de controle externo do TCE, Luís Batista, após esta consolidação dos indícios de vacinados fora do previsto, o órgão irá comunicar as entidades que podem de fato avaliar a situação, como Conselhos de Classe, Anvisa e Ministério Público.

O relatório aponta que as ações de execução da vacinação pela Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina demonstraram a necessidade de se aprimorar os mecanismos de controle a fim de minimizar a possibilidade de inconformidades ou a prática de atos sem a observância dos normativos aplicáveis, em especial infringindo o Plano Nacional de Imunização.

Entre os indícios encontrados, o levantamento aponta para a falta de metodologia e critério claro para a execução da vacinação contra o novo coronavírus em Teresina e o descumprimento dos parâmetros definidos pelo Plano Nacional e Operacionalização da Vacinação.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.