GP1

Política

Lula diz que pediu a FHC para libertar sequestradores de Abílio Diniz

O ex-presidente afirmou ainda que FHC pediu a ele que conversasse pessoalmente com os sequestradores.

O ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), revelou durante um ato político em Maceió-AL nessa sexta-feira (17), que pediu para o então presidente Fernando Henrique Cardoso em 1998 que ele ajudasse a libertar os responsáveis pelo sequestro do empresário Abílio Diniz.

Abílio Diniz foi sequestrado em 1989, e segundo Lula, a libertação dos sequestradores ocorreu 10 anos depois, em 1998, durante o governo de FHC. “Havia dez brasileiros presos. Foram presos em 1989, naquele sequestro do Abílio Diniz. Esses jovens ficaram presos por dez anos. E houve um momento em que fui conversar com Fernando Henrique, porque eles estavam em greve de fome. Eles iriam entrar em greve seca, em que você fica sem comer nem beber. Aí, a morte seria certa”, disse o ex-presidente Lula.

Lula disse que resolveu interceder pelos criminosos junto ao então presidente FHC em razão da greve de fome que eles fizeram. “Então, fui procurar o ministro da Justiça, Renan Calheiros. Ele disse: ‘Lula, vai conversar com Fernando Henrique, porque tenho toda a disposição para soltar o pessoal’. Falei para o FHC: ‘Fernando, você tem a chance de passar para a História como um democrata — ou como um presidente que permitiu que dez jovens, que cometeram um erro, morram na cadeia. Isso não apagará nunca”, relatou.

O ex-presidente Lula afirmou ainda que FHC pediu a ele que conversasse pessoalmente com os sequestradores para encerrar a greve de fome. “Fui até a cadeia, em 31 de dezembro, para conversar com os meninos. Falei: ‘Olha, vocês vão ter de dar a palavra para mim. Terão de garantir que vão acabar com a greve de fome. E vocês serão soltos’. Eles respeitaram a proposta e pararam a greve de fome. Não sei onde eles estão agora”, finalizou o petista.

Quem são os sequestradores

Dentre os 10 sequestradores, apenas um era brasileiro. Trata-se de Raimundo Roselio Freire, que na época tinha 24 anos de idade. David Robert Spencer, 38 anos; e Christine Gwen Lamont, 41 anos, são canadenses. Humberto Paz, 34 anos; e Horácio Paz, 39 anos, são argentinos e responsáveis pelo planejamento do sequestro.

Já Ulisses Acevedo, 33 anos; Maria Marchi Badilla, 43 anos; Pedro Lembach e Héctor Collante, ambos com 35 anos ; e Sergio Urtubia, 34 anos, são chilenos.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.