Polícia

Robert Rios diz que gestão de Fábio Abreu é um 'desastre'

“O atual secretário [Capitão Fábio Abreu] desmobilizou a segurança, ele aplicou as estratégias erradas", declarou.

JOCIARA LUZ E ANDREIA SOARES

- atualizado

O deputado estadual Robert Rios (PDT), que esteve a frente da Secretaria de Segurança Pública durante os dois primeiros mandatos do governador Wellington Dias, criticou a atuação do atual secretário Fábio Abreu e, fazendo referência ao grande número de explosões a caixas eletrônicos no Piauí, afirmou que a própria violência explodiu.

Para Robert, Fábio Abreu aplicou as estratégias erradas. “O atual secretário desmobilizou a segurança, ele aplicou as estratégias erradas, a polícia está desmotivada e não está presente na rua. O efetivo realmente é ineficiente e pequeno. O governo não está investindo na segurança que precisa”, declarou.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Robert RiosRobert Rios

Segundo o deputado, a polícia deveria ser mais atuante. “Nós sabemos que o caos é social, porque tudo gera violência, como o desemprego e crianças fora da escola. Mas, o papel da polícia é estar presente, principalmente desarmando os bandidos, antes que o crime aconteça. O bandido antes de fazer um assalto ou explodir um carro-forte, ele sai de casa, circula várias horas pela cidade com as armas e explosivos no carro. É a chance que a polícia tem de fazer a abordagem. É preciso que a polícia esteja não só passeando, mas abordando mesmo e fazer um cinturão em torno de Teresina e fiscalizar. Quanto mais o bandido entender que o risco dele ser preso é grande, diminui a quantidade de bandido. Mas eles estão nas ruas com armas porque quase não tem risco”, criticou.

O deputado ainda chamou de 'desastrosa' a gestão de Fábio Abreu e disse que está assumindo seu papel de oposição, ao criticar o que está errado, mas acrescentou que não cabe a ele pedir a destituição do secretário. “Por mim ele pode ser entronado lá dentro e ficar igual o Fidel Castro, 69 anos. Não é meu papel pedir quem vai sair, quem vai entrar, não é papel da oposição. Papel da oposição é criticar os erros, as falhas, a gestão. Eu acho que a administração dele é um desastre, está à luz do dia. Aqui não explodiu só caixa eletrônico não, explodiu foi a violência”, finalizou.

Ocorrências

Ao longo dos últimos meses, o GP1 tem noticiado vários assaltos a bancos e agências dos Correios, explosões a carros-fortes e a caixas eletrônicos no estado do Piauí. Entre setembro e novembro deste ano foram registrados pelo menos oito explosões a caixas eletrônicos em Teresina.

Somente neste mês, uma agência do Banco do Brasil foi completamente destruída em Castelo do Piauí. Houve também invasões a outras quatro agências nas cidades de Teresina, Francinópolis, Santa Cruz dos Milagres e São Félix do Piauí, um assalto ao cofre dos Correios em José de Freitas, várias explosões de caixas eletrônicos, sendo quatro na Capital, uma em Altos e outra em Boqueirão do Piauí e duas explosões a carros-fortes, em Floriano e Campo Maior.

A última ocorrência foi registrada nesta terça-feira (29), em Floriano, quando bandidos invadiram o aeroporto da cidade e tentaram roubar três carros-fortes da empresa Prossegur, conseguindo levar malote de dinheiro de apenas um veículo, com quantia ainda não revelada.

Mais conteúdo sobre:

Link do texto:

Robert Rios diz que gestão de Fábio Abreu é um 'desastre'
http://www.gp1.com.br/noticias/robert-rios-diz-que-gestao-de-fabio-abreu-e-um-desastre-405195.html

© 2007-2016 GP1 - O Primeiro Grande Portal do Piauí. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.